Rafael Nogueira

Historiando Histórias.

A Favella como substantivo


Na edição de número 79 de 4 de Dezembro de 1909 da revista Careta o termo Favella (conforme grafia da época) ainda possuía a condição de substantivo próprio para designar o Morro da Favella. Aos poucos a palavra iria se transformar em um novo substantivo só que concreto nomeando uma entidade que adquiria existência própria. O Correio da Manhã na edição de 5 de julho de 1909, o Correio da Manhã afirmava: “A Favela (...) é a aldeia do mal. Enfim, e por isso, por lhe parecer que essa gente não tem deveres nem direitos em face da lei, a polícia não cogita de vigilância sobre ela”. Na mesma reportagem, o morro foi chamado ainda de“aldeia da morte”. A edição citada da Careta é mais radical ainda nas suas palavras: “[...] Apesar de possuir elementos honestos, a Favella é um antro de facínoras e deve arrasado para a decência e higiene da Capital Federal” O que importavam era a imagem da cidade. A higiene fazia parte disso. Lembrando que aqui a referência é sobre o Morro da Favela (nome dado ao Morro da Providência).

Para entender como surgiram as favelas precisamos voltar um pouco no tempo. As favelas nascem na confluência de cinco grandes eventos: Revolta da Armada em 1893, destruição do cortiço Cabeça de Porco em 1893, Guerra de Canudos de 1896 a 1897, a ausência de inserção dos negros na sociedade após a abolição em 1888 e claro mais adiante o famoso “bota-abaixo” que foi a política de reformas urbanas do prefeito e engenheiro Pereira Passos em 1903. Os negros sem ter para onde ir se instalam no Morro da Providência, juntamente com os soldados que voltavam da campanha de Canudos na Bahia que sem soldo só ficam com essa opção de morar no Morro da Providência. Ainda se juntaram a eles um grupo de ex-moradores do antigo cortiço Cabeça de Porco que com autorização levam pedaços de madeira para construir suas futuras casas ou barracos. Os soldados envolvidos no movimento da Armada por sua são autorizados a viver no Morro do Santo Antônio na mesma época entre 1893 e 1897.

Há uma dúvida onde surgiu as primeiras favelas em 1897. Acredita-se que as primeiras favelas tenham surgido no Morro do Santo Antônio. Como ele foi destruído e junto foi todos os vestígios que comprovariam isso, demarcamos então o Morro da Providência que ganhou o nome Morro da Favela devido ao morro que os soldados ocuparam para enfrentar Antônio Conselheiro e seu exército se chamar exatamente Favella, planta muito comum na região que cobria o morro. O nome Providencia tem duas versões: a primeira mais simples, diz que foi a “providência” tomada pelos soldados em ocupar o morro. A segunda versa sobre um rio em Canudos citado por Euclides da Cunha no seu livro Os Sertões. Assim por uma memória geográfica surgiria o termo Favella ficaria famoso tempos depois. Na década de 20 e 30 o termo ganharia um sentido genérico para se referir a todos os casebres e barracos construídos em morros.

Revista o Careta novembro de 1909-1.JPG

Revista Careta. Data: 4 de Dezembro de 1909.


Rafael Nogueira

Historiando Histórias..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious //Rafael Nogueira