rascunhando

Um Elogio ao Acaso

Bruna Richter

Cabem tantos mundos da minha janela tímida que transbordo em palavras tudo o que me conduz para muito além de mim

  • sculpture-2209152_1280.jpg
    Um Recado aos Vizinhos: Por favor, Façam Sexo!

    "A todos trato muito bem
    sou cordial, educada, quase sensata,
    Mas nada me dá mais prazer
    Do que ser persona non grata
    Expulsa do paraíso
    Uma mulher sem juízo,
    Que não se comove com nada
    Cruel e refinada
    Que não merece ir pro céu,
    Uma vilã de novela
    Mas bela, e até mesmo culta
    Estranha, com tantos amigos
    E amada, bem vestida e respeitada
    Aqui entre nós
    Melhor que ser boazinha
    É não poder ser imitada"
    Martha Medeiros

  • love-locks-2901687_1920.jpg
    Ode à Psicologia Gestáltica

    "Eu sou eu, você é você.
    Eu faço minhas coisas, você faz as suas.
    Não estou neste mundo para viver de acordo com suas expectativas,
    E você não está neste mundo para viver de acordo com as minhas.
    E se por acaso nos encontramos, é lindo.
    Se não, não há nada a fazer"
    Fritz Perls

  • Screenshot_2017-08-21-00-17-26-1.png
    Um Recado aos Vizinhos: Por favor, Façam Sexo!

    "A todos trato muito bem
    sou cordial, educada, quase sensata,
    mas nada me dá mais prazer
    do que ser persona non grata
    expulsa do paraíso
    uma mulher sem juízo, que não se comove
    com nada
    cruel e refinada
    que não merece ir pro céu, uma vilã de novela
    mas bela, e até mesmo culta
    estranha, com tantos amigos
    e amada, bem vestida e respeitada
    aqui entre nós
    melhor que ser boazinha é não poder ser imitada"

    (Martha Medeiros)

  • PhotoGrid_1496438899551.jpg
    Fome de Toque

    A vida necessita de ilusões...

  • Screenshot_2017-03-16-00-33-32-1_1489636398653.png
    Não Acredito em Bruxas, Mas que Existimos, Existimos!

    "Não gosto da vida em banho-maria,
    Gosto de fogo, pimenta, alho, ervas.
    Por um triz não sou uma bruxa!"

    (Martha Medeiros)

  • Screenshot_2017-03-07-15-06-58-1_1488910436181.png
    Fala?

    Quando as palavras se escondem...

  • Screenshot_2016-12-15-17-52-01-1.png
    A Vida Como ELA É

    Mulher pode sim!
    Claro que mulher pode!
    Aliás, se tem uma coisa que mulher pode... é poder!

  • PhotoGrid_1477451860388.jpg
    Prefiro Morrer de Amor

    “Te amei e amei a minha fantasia. Amei de novo e amei a nossa estreia. Amei meu próprio amor e amei a tua audácia. Te amei muito e pouco e comovidamente. Amei a historia construída, os ritos e os porquês. Te amei no crível e no incrível. Amei ser dona e te amei freguês. Te amei e amei a farsa arquitetada. Amei nosso caso e amei a nossa casa. Amei a mim, amei a ti, parti-me ao meio. Te amei no profundo, no raso e com atraso. Não era tua hora, não era minha vez.”

  • PhotoGrid_1474949246465.jpg
    Sobre o Desamor

    Quando desautorizo aquilo que é próprio do outro ou o impeço de raciocinar eu crio deliberadamente indestrutíveis precipícios entre nós.
    Violo sua liberdade e cerceio seu direito de se desprender de um eterno carrasco.
    Desse modo, cada vez mais surge o silêncio como resposta a algumas situações. Surge o desamparo.
    É perdida por completo a dimensão do amor nas relações.

  • PhotoGrid_1473897798243.jpg
    Metáfora do Amor Incondicional

    Não sei o que a vida quer de mim, mas talvez, o sentido da minha existência seja encontrar meu dom. E talvez o propósito dela, seja oferecê-lo. Portanto, pra você, todo o meu amor.

    O amor que sempre sabe transbordar...

  • PhotoGrid_1472175163080.jpg
    Apenas o Fim

    Quando estiver lendo, vai saber. Vai entender o porquê do silencio. Das palavras não pronunciadas. Do camuflar de desejos secretos guardados no tempo. Eu, a vontade de abraçá-lo. Alma. Tanto carinho que fica difícil alcançar. Claro que ainda não existem palavras. Nem poderiam. Apenas a despedida da vontade de te aprender. Você que sempre será assim... Hipnotizante!

  • PhotoGrid_1470173858706.jpg
    Ele NÃO Está Tão Afim de Você

    Conhecemos alguém verdadeiramente especial. O encontro é encantador do inicio ao fim. Infinitas fantasias já começam a se desenhar e tudo se encaminha para um final extremamente feliz. Mas no dia seguinte não há retorno algum. Nenhum sinal. Nada. Então, iniciamos a tarefa incessante de procurar desculpas, criar hipóteses e recorrer aos amigos, ao invés de pararmos de enganar a nós mesmos e enxergarmos uma explicação crua, mas possível: seu objeto de afeto apenas não está tão afim de você.