reflexão uma aventura na mente.

Escrever é a arte de expressar o pensamento.

Jessie Alves

Graduanda em Arquitetura e Urbanismo. Desenhista Projetista. Artesã, costureira de vez em quando. Apaixonada por tudo que alimenta a alma, pela espiritualidade, artes, viagens(viveria com isso), musica, natureza, livros, cultura e cinema. Por boas conversas, bons amigos, um bom café, uhmmmm, e chocolate com certeza. Com a alma colorida como tecido peruano, solta como uma nômade, e sonhos maiores que eu, mas sempre com pés no chão. Com um coração tatuado de esperança, desenhada por experiências e momentos. Que contos e poesias, amores e alegrias sejam feitos antes do ponto final.

Albert Nobbs

"Podemos pretender ser quanto queiramos; mas não é lícito fingir que somos o que não somos." (José Ortega y Gasset) Será? Até onde?


p02fm4wj.jpg

Albert Nobbs. Filme de 2011. Dramático ao limite, sem ao menos freiar. A atriz Glenn Close faz papel de um homem com toda classe possível dentro do papel com discrição no limite, talvez só tenha faltado um pouco mais de ousadia e mais paixão para ressalta-la nessa epoca de grandes presenças femininas. Albert Nobbs é um filme bem produzido e simples, tem ritmo de filme de epoca da europa. Lembrando que foi dirigido por John Banville que ja fez tres filmes com esse, com parceria da própria Glenn Close.

albert-nobbs05.jpg

Albert Nobbs foi indicado a varias premiações dentre eles:

OSCAR 2012 Melhor Atriz - Glenn Close

Melhor Atriz Coadjuvante - Janet McTeer

Melhor Maquiagem

GLOBO DE OURO 2012 Melhor Atriz - Drama - Glenn Close

Melhor Atriz Coadjuvante - Janet McTeer

Melhor Canção Original - "Lay You Head Down"

glenn-albert_fikkle.jpg

Para quem tem interesse em assistir ai vai a sinopse:

Irlanda, século XIX. Albert Nobbs (Glenn Close) trabalha como mordomo e esconde um segredo: é, na verdade, uma mulher. Durante 30 anos ela vestiu roupas masculinas e se fez passar por um homem, para poder se manter e concretizar o sonho de ser a dona de uma tabacaria. Entretanto, sua farsa é ameaçada quando um pintor, Hubert Page (Janet McTeer), divide o quarto com Albert por não haver outro dormitório disponível no hotel em que ambos trabalham.

albert_nobbs_ver4.jpg

Veja o trailer aqui:

Curiosidade sobre o mercado de trabalho para as mulheres, que somente a partir do século XIX, apos a I e II Guerra, com a consolidação do sistema capitalista varias mudanças aconteceram na produção e na organização do trabalho feminino. Com o desenvolvimento tecnológico e o imenso crescimento das maquinas, boa parte da mão-de-obra feminina foi enviada para as fábricas. Mais pela necessidade de mercado do que aceitação da população em geral.


Jessie Alves

Graduanda em Arquitetura e Urbanismo. Desenhista Projetista. Artesã, costureira de vez em quando. Apaixonada por tudo que alimenta a alma, pela espiritualidade, artes, viagens(viveria com isso), musica, natureza, livros, cultura e cinema. Por boas conversas, bons amigos, um bom café, uhmmmm, e chocolate com certeza. Com a alma colorida como tecido peruano, solta como uma nômade, e sonhos maiores que eu, mas sempre com pés no chão. Com um coração tatuado de esperança, desenhada por experiências e momentos. Que contos e poesias, amores e alegrias sejam feitos antes do ponto final..
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/cinema// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Jessie Alves