reforma íntima

Autotransformação com leveza e esperança

Ana Cristina Sampaio

A educação dos sentimentos é a maior transformação que podemos almejar. O esforço pessoal nesta jornada é menos penoso se nos cercamos de boas leituras e amizades. Compartilho com vocês minhas reflexões para juntos plantarmos consciência.

Você costuma fazer comentários negativos nas redes sociais?

Quanto mais nocivo for o comentário ou o vídeo postado, mais repercussão parece ter. Então eu lhe pergunto: como anda seu comportamento nas redes sociais? Você sente raiva quando lê algum comentário com o qual não concorda e imediatamente o responde de forma agressiva ou irônica? Compartilha mensagens que incitam o ódio e a vingança contra determinados grupos dos quais você discorda? Você teria coragem de dizer pessoalmente o que escreve num comentário em uma rede social?


redes sociais.jpg

Em tempos de crise generalizada por que passa o Brasil as redes sociais são um prato cheio para as críticas de todos os lados. As mensagens produzidas pelos insatisfeitos buscam convencer, denegrir, criticar, atrair seguidores. Em meio a amizades desfeitas, debates acalorados se perpetuam sem que se chegue a nenhuma conclusão. O que importa é manter o clima de cizânia social.

Basta um post, uma notícia, um comentário para choverem opiniões contrárias recheadas de ódio e acidez. Não há debate de idéias, respeito à opinião alheia, apenas julgamentos prematuros e destrutivos entre pessoas que muitas vezes não se conhecem, nunca se viram, mas parece que se odeiam desde sempre.

Quanto mais nocivo for o comentário ou o vídeo postado, mais repercussão parece ter. Então eu faço a pergunta: como anda seu comportamento nas redes sociais? Você sente raiva quando lê algum comentário com o qual não concorda e imediatamente o responde de forma agressiva ou irônica? Compartilha mensagens que incitam o ódio e a vingança contra determinados grupos dos quais você discorda? Você se considera bem informado ao acompanhar o que é postado nas redes sociais ou busca outras fontes de informação para formar seu convencimento sobre um assunto? Você teria coragem de dizer pessoalmente o que escreve num comentário em uma rede social?

São questões aparentemente sem importância, mas é necessário saber que ao compartilhar debates agressivos nas redes sociais estamos contribuindo para atrair negatividade para nossa vida. A comunicação via internet nos permite contato imediato e irrestrito com todo o planeta. Nunca foi tão fácil ter acesso às informações,repassá-las e comentá-las. O que escrevemos é lido por quem nem imaginamos e nossa opinião torna-se pública e compartilhada mundo afora. Não existe como controlar uma mensagem postada. E ela passará pelo crivo severo de pessoas que podem ser perturbadas, rancorosas, preconceituosas e com todo tipo de emoção que sintonize com o aspecto destrutivo da mensagem.

Ao perpetuarmos pensamentos que carregam uma carga danosa e muitas vezes maléfica, estamos não só emitindo estes sentimentos, mas interagindo com eles, assimilando-os em nossa mente e em nossas ações, num círculo de emissão e recepção que alimenta as emoções destrutivas, acirra os ânimos, impacienta os corações e produz atitudes violentas e intolerantes.

Por outro lado, quando adotamos uma postura isenta de rancor, personalismo e ego tomado pela vaidade e buscamos o diálogo aberto e tolerante temos a chance de unir os interesses ou aprender com a diferença. Cito um episódio contado pelo psiquiatra Flávio Gikovate em um de seus vídeos no YouTube no qual ele narra como se surpreendeu com os debates acalorados de médicos catedráticos ingleses. Apesar de divergirem frontalmente em ideias, terminavam todos almoçando juntos como se nada houvesse acontecido. Isso porque jamais a discussão de teorias era levada para o lado pessoal.

A conclusão de Gikovate é que, no Brasil, qualquer divergência é considerada uma ofensa pessoal e, desta forma, deve ser combatida. O que não deixa de ser uma imaturidade mental e emocional. Divergir é saudável. A abertura para conhecer o novo e até o que é contrário à nossa crença pode levar a grandes aprendizados.

Por isso, nas redes sociais, adotar uma visão que transcende o aspecto pessimista e derrotista contribui para o debate saudável sobre o tema em questão. Permite nos conectarmos com a energia da criação, da idealização, da composição, fazendo com que tenhamos êxito em meio à crise, com que atravessemos o período conturbado com criatividade, união, paciência e lucidez.

Convido você a repensar suas emoções, pensamentos e atitudes em suas interações nas redes sociais, contribuindo para que elas sejam palco para o entendimento e a transformação positiva não só da sua vida, mas de toda a nossa sociedade. Afinal, compartilhar com responsabilidade é obrigação de todos que desejam um mundo melhor.


Ana Cristina Sampaio

A educação dos sentimentos é a maior transformação que podemos almejar. O esforço pessoal nesta jornada é menos penoso se nos cercamos de boas leituras e amizades. Compartilho com vocês minhas reflexões para juntos plantarmos consciência..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Ana Cristina Sampaio