renato collyer

Um amante da Filosofia, que se aventura na incessante busca pelo (verdadeiro) motivo das coisas.

Renato Collyer

Renato Collyer é escritor e professor nas áreas de Ética, Sociologia e Legislação. É graduado e Mestre em Ciências Sociais e Direito, possuindo especialização em Direito Público, Política e Filosofia. Tem diversos artigos publicados na internet. É autor dos livros "A Mídia e o Menor Infrator" e "Sociologia Contemporânea". E-mail: [email protected] / Instagram: @renato.collyer

  • refugiado.jpg
    Temas atuais discutidos pela Sociologia
    A atualidade está marcada por uma onda de intolerância, seja ela religiosa, política ou étnica. Esse sentimento está inserido em muitas esferas da vida social e o discurso de ódio está crescendo. Por isso, neste último capítulo iremos ...
  • seatarifanaobaixarsaopaulovaiparar1.jpg
    Política se discute sim!
    Não é incomum em uma roda de conversa entre amigos ou conhecidos surgir o assunto Política. Para algumas pessoas, essa palavra pode despertar um teor negativo e, por vezes, resultar em sérias discussões e inimizades. Mas por que isso acontece? ...
  • Renato-Collyer-Luhmann2.jpeg
    Niklas Luhmann e importância da Teoria dos Sistemas
    Niklas Luhmann (1927–1998) é considerado um dos principais autores das teorias do século XX. Nascido em Luneburgo, Alemanha, abordou ao longo de sua carreira acadêmica estudos sobre política, artes, economia, religião e os sistemas ...
  • Infografico-Tres-Poderes-2.png
    Vamos falar sobre as teorias políticas?

    Você gosta de falar sobre Política ou esse é um assunto que não se discute? A proposta desse artigo é tentar quebrar o bloqueio que algumas pessoas têm quando falam sobre Política. Criou-se uma máxima de que “Política, religião e futebol” não se discute. A Sociologia, entretanto, vem mostrar que Política se discute sim! E a partir das teorias políticas essa discussão se mostra muito proveitosa.

  • a15fig01.jpg
    O Capitalismo Cultural

    Vilão para muitos e salvador para outros, ao longo do tempo, o capitalismo se apresentou de diferentes formas, o que acarretou em profundas transformações no espaço geográfico das sociedades. Passando pelo capitalismo comercial, industrial e financeiro, estamos diante, desde os anos finais do século XX, do chamado Capitalismo Cultural

  • redes sociais.jpg
    O que é Sociedade? Podemos viver longe de uma?
    As pessoas vivem juntas, mas isso não quer dizer que vivam em sociedade. O conceito de sociedade não está ligado à aglomeração ou mera junção de pessoas. Em uma sala de aula, dentro de uma casa, ou em uma cidade podem haver seres humanos, ...
  • 21.08-Autoconfiança-Blog.jpg
    Cinco passos para ter sucesso sendo você mesmo (e não outra pessoa)

    De nada adianta cursos de aperfeiçoamento que durem todo o final de semana, palestras, livros ou mesmo um curso superior ou pós-graduação se você não usar o que você tem de melhor: você mesmo! Você é o seu melhor material, seu principal produto. Seja sincero e responda a você mesmo: como estou vendendo este produto para as demais pessoas? Estou me espelhando nos resultados dos outros? Estou usando meu potencial e gastando meu tempo procurando o melhor de mim ou estou perdendo tempo sendo alguém que não sou?

  • capa4.jpg
    Seremos História? A luta de Leonardo DiCaprio em prol da proteção ambiental

    Na tentativa de impactar os expectadores e angariar adeptos à causa do combate ao aquecimento global, o documentário "Seremos história?", de 2016, dirigido por Fisher Stevens e apresentado por Leonardo DiCaprio, traz dados e uma visão realista e assustadora sobre a evolução das condições climáticas do planeta: um prognóstico ruim caso os fatores interferentes não mudem, e o que poderia ser feito para amenizar essa evolução catastrófica.

  • revolucao_industrial1.jpg
    Muito além da Revolução Industrial: os aspectos políticos e sociais da maior revolução da história

    Entre meados do século XVIII e a segunda metade do século XIX, a Europa Ocidental passou por um processo de grandes transformações econômicas, tecnológicas e, principalmente, sociais. Iniciadas na Inglaterra, essas transformações assumiram um caráter revolucionário, embora tenham ocorrido sem derramamento de sangue e sem a derrubada de governos. O conjunto dessas mudanças ficou conhecido como Revolução Industrial e seu impacto foi tão grande na Europa e no mundo que transfigurou não somente a sociedade inglesa, mas também a face do planeta, alterando até mesmo as relações entre o ser humano e a natureza.

  • Las-familias-de-Dark-Serie-Netflix-Carlost-2017.jpg
    Dark, o tempo e a Filosofia: Tudo já está predeterminado?

    Se tudo o que você faz já está predeterminado por algo ou alguém, o que te torna, verdadeiramente, livre? Se suas ações são efeitos de uma causa a priori que você não tem controle, o que significa liberdade? Se você ficou curioso e quer demonstrar seu livre-arbítrio, leia este texto e descubra porque uma visão mais demorada na série Dark tem muito a nos ensinar sobre Filosofia. Leia apenas se já assistiu a série e ficou com a remota sensação de que tudo não poderia ser de outro jeito. Se a causa é a sua curiosidade, o efeito é o conhecimento.

  • 6292.jpg
    O animal político: nascemos para viver em sociedade?

    Aristóteles já esboçara no século IV a.C. o que, apenas no século XVII, Thomas Hobbes e, posteriormente Rousseau e John Locke, iriam chamar, cada um com vertentes próprias, de Contrato Social, afirmando que os indivíduos passam do estado de natureza à aglomeração com vistas a atender suas necessidades mais básicas, quais sejam, sobrevivência e estabilidade social. Diferente dos demais animais, o homem é dotado de razão e discurso, e através deles foi possível aos indivíduos desenvolver as noções de justo e injusto, de bem e mal. Essas noções não se desenvolveriam não fosse a alteridade conseguida somente dentro de uma comunidade política.

  • 2.gif
    A montagem do espetáculo: a (re)construção da opinião pública pelo telejornalismo sensacionalista

    Um dos problemas do cenário do telejornalismo é que os telespectadores não são mais assim tratados, mas sim vistos como consumidores. Consumidores de um produto chamado notícia. Mas o que seria uma notícia? Uma pergunta aparentemente banal, quando se acredita que todas as notícias veiculadas pelos telejornais são a mais pura descrição da realidade, cabendo ao jornalismo apenas a sua inserção nos meios de comunicação, para que possa ser disseminada como informação para o público.

  • vibre.jpg
    Viva o hoje: a ineficiência da preocupação na filosofia de Séneca

    Segundo o dicionário, preocupação é uma opinião antecipada, ou a primeira impressão que uma coisa fez no ânimo de alguém. Ainda pode representar uma ideia fixa e antecipada que perturba o espírito a ponto de produzir sofrimento moral. E quais os efeitos positivos da preocupação? Como a Filosofia de Séneca, um dos filósofos mais influentes de seu tempo, pode lhe ajudar a focar no presente e se preocupar menos com o futuro? O presente artigo analisa a visão do filósofo romano a respeito da ineficiência da preocupação excessiva.

  • japa.jpg
    City Pop: (re)descobrindo o excelente gênero musical japonês dos anos 80

    O City Pop representa uma feliz e madura mistura de Smooth Jazz, Synthwave e AOR, muitas vezes com elementos adicionais de Jazz Fusion, Jazz-Funk ou Boogie. Comumente citado como uma faceta da próspera “bolha econômica” japonesa, o City Pop representa, essencialmente, um gênero de estilo de vida, que fez apelo a um público japonês mais velho e financeiramente ascendente nas décadas de 1970 e 80. Tematicamente, o City Pop reflete uma vida de luxo em um ambiente sofisticado e urbano.

  • Stranger Things05.jpg
    Stranger Things e a Filosofia: Vivemos no mundo invertido?

    O mundo invertido seria uma espécie de realidade oposta a que vivemos, um lugar habitado por um monstro sem olhos (chamado de Demogorgon), mas que é atraído por sangue e se alimenta de suas vítimas. Nessa singela análise filosófica de "Stranger Things", websérie de suspense criada pelos irmãos Matt e Ross Duffer e grande sensação das redes sociais das últimas semanas, os pensamentos dos filósofos Platão e Thomas Hobbes são postos em diálogo para compreendermos, pelo menos em parte, a dimensão do mundo invertido numa perspectiva da práxis filosófica.