rg próprio

amostra gratuita de uma identidade

Luciana Kuchiki Vilar

Observadora atenta do ser humano e do fluxo do comportamento do mundo.
Vive numa eterna descoberta de si mesma e na busca do equilíbrio constante. Questionadora por profissão. Racional e passional. Design de moda é apenas uma das suas facetas, também escreve sobre comportamento, tendências, universo feminino.....Sua identidade está sempre presente no seu blog rgproprio.wordpress.com

você se casaria com você mesma???

Parece que a resposta deve ser óbvia, mas nem tanto! Faça uma reflexão e responda com carinho... Será que todas as respostas seriam sim?


bride-1355473_960_720.jpg

Então, a sua resposta é sim ou não? É difícil conviver consigo mesma e sozinha pra vida inteira?

Não, se você se amar!

Foi o que fez Lulu Jemimah, natural de Uganda e estudante em mestrado na universidade de Oxford. Com 32 anos, ela escolheu o dia do seu aniversário para a própria celebração. “Lulu se vestiu de noiva, organizou uma pequena festa em um pub na capital do país para cerca de 30 pessoas, entregou convites para amigos e familiares, e, fez até brinde com discurso explicando a ausência de um noivo. Segundo ela, os pais ficaram um pouco confusos com a celebração.” (fonte: site virgula)

lulu_noiva_uganda_4.jpg

"Eu sou apaixonada pela vida e comprometida com meus objetivos. E, agora, casar não é um deles. Mas minha família não se cansava de perguntar quando eu me casaria – o que é muito importante em Uganda.”, explicou ao Daily Mail

lulu_noiva_uganda_5.jpg

Lulu sentiu a necessidade de dar uma explicação à cobrança da família. O que é bem incomum e raro nos dias de hoje. Mas, a sua atitude também tem a ver com muitos outros significados.

lulu_noiva_uganda_2.jpg

Como por exemplo, demonstrar o amor por si própria.

Este não é o primeiro e nem o único caso de “autocasamento”. A ideia tem sido mais comum entre mulheres jovens e bem-sucedidas, e que, ainda, PASMEM, são pressionadas ou cobradas pela própria família a ter um marido. Como se este fosse o único objetivo da vida de uma mulher. Não sou contra o casamento, também sou casada há anos. O problema aí, é o motivo.

Casar exige muito mais do que amor, exige comprometimento de ambas as partes. E se o desejo de uma mulher é ser solteira a vida inteira, que seja feita a vontade dela. O lugar da mulher é aonde ela quiser. Sem rótulos.

woman-41891_960_720.png

Voltando ao “autocasamento”, acho a ideia uma reposta sensacional. Com criatividade e bom humor a mulher pode mostrar que é inteligente e tem amor próprio, suficientes, para aceitar conviver consigo mesma até o fim da sua própria existência.

Tem que ter personalidade e assumir a responsabilidade pela sua escolha. É uma autoafirmação muito positiva. Para mulheres fortes!

Não sei se eu faria a mesma coisa, tenho as minhas dúvidas se eu me aguentaria pra vida toda… E você, casaria com você mesma?

LKV

fotos:reprodução


Luciana Kuchiki Vilar

Observadora atenta do ser humano e do fluxo do comportamento do mundo. Vive numa eterna descoberta de si mesma e na busca do equilíbrio constante. Questionadora por profissão. Racional e passional. Design de moda é apenas uma das suas facetas, também escreve sobre comportamento, tendências, universo feminino.....Sua identidade está sempre presente no seu blog rgproprio.wordpress.com.
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Luciana Kuchiki Vilar