rumos

quando não há verbetes para o porvir

Rudson Vieira

..rumos seguem, mesmo em silêncio. Dobrei o horizonte sob os joelhos e ponderei; rumos seguem, mesmo introspectivo.

Aspargos - Eles atiram em cavalos


aspargos.jpg

Era vermelho o veludo sobre o qual decaia sua cabeça pesada. A boca escancarada deixava escorre r toda a amargura de uma vida sem propósito, de metas aparentemente impossíveis que sustentavam pernas que não caminhavam. Na verdade, andava com as mãos e as pernas estavam arremessadas para o alto. Com as pernas para o alto falava de suas frustrações, seus êxitos. Parecia chegar perto de quem realmente era por de trás daqueles pensamentos acinzentados. Ao se aproximar deste outro lado de uma mente cinza, o tormento intensificara a tal ponto que a desistência é o conforto, o alívio que coloca no colo um argumento para retroceder ao não-conhecimento, vendo o azul no cinza. Pior: atribuindo malefícios ao cinza e benefícios ao azul. Qual o gosto da cor azul? Pendiam perguntas que os ouvidos nem queriam as respostas.

Uma cabeça pequena, por mais que expanda, não ultrapassa o crânio. Existem mentes que transcendem a noção de espaço físico. O veludo ficava molhado, era lágrima, era baba, era a angústia de não querer realmente se levantar e convalescer ali, falando. Todos querem carregar as consequências das escolhas dos outros como se fossem próprias. Na verdade, não conseguem nem mesmo carregar o peso (seja leve ou pesado) das próprias escolhas e se envolvem em um jogo de compaixão pelo outro. Tendo compaixão, acabam por diminuir o outro, o fazendo vítima, enfraquecendo-o. Dessa forma, quem tem compaixão se torna forte, mais seguro, possui assim mais poder em relação aos outros e isso ameniza a impotência de assumir as próprias escolhas.

Lauro não tirou os ouvidos nem os olhos. Deixou-a dizer até o último suspiro.

Aspargos segue...

Aspargo-_--1080x675.jpg


Rudson Vieira

..rumos seguem, mesmo em silêncio. Dobrei o horizonte sob os joelhos e ponderei; rumos seguem, mesmo introspectivo..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/literatura// //Rudson Vieira
Site Meter