rumos

quando não há verbetes para o porvir

Rudson Vieira

..rumos seguem, mesmo em silêncio. Dobrei o horizonte sob os joelhos e ponderei; rumos seguem, mesmo introspectivo.

Conversas e Conexões

Tudo nas nuvens e quando chove, poemas podem surgir, usuários se banham, se escondem, erguem guarda-chuvas, são inundados, outros nutridos; cada qual em seu instante, demanda e interesse. Dentre outras coisas, choveu live na pandemia e se instalou como a nova primeira tela da sociedade. Cada qual com sua programação.


ceu nuvem

Diante desta nova dinâmica em busca da materialização de uma mensagem e alcance de certa audiência, o que fazer para tornar aprazível uma live? Uma gota entremeio a tantas? No caso das de entrevistas, estabelecer um diálogo é uma boa opção. Fazer com que o diálogo seja uma conversa onde o tema é mais um dos personagens e o espectador um convidado a mais.

A conversa sincera e sem amarras é o que torna a live um momento orgânico de troca de ideias e não uma busca por audiência ou sobreposição de egos. Trata-se de um encontro e entregas. Um abraço das ideias (que podem ou não ser divergentes). Assim se consolida o conteúdo e o mantém vivo. Pujante. Gratidão pelo papo com Joel Pizzini, Thiago Köche e Luiz Carlos Lacerda (Bigode). Em pauta, o cinema brasileiro. Cada um com um olhar. Iniciando com o brilhante mestre Bigode, abordando o modo de fazer e consumir cinema antes, durante e depois da pandemia da COVID-19; desdobrando em como exercer o olhar a contra pêlo na história, afora as versões oficiais a partir da energia e sensibilidade de Köche, reverberando no cinema poesia de Pizzini discorrendo mais do que na diferença entre linguagens e narrativas do documentário x cinema de ficção; dando vazão a valorização da multiplicidade de olhares narrativos da equipe, reforçando o papel do diretor de tomar decisões, de manter o equilíbrio entre o óbvio e o abstrato. Discorrer sobre as solidões e solitudes.

A boa conversa proporciona mais do que conteúdo ao público, mas cria um ambiente de conexões e potencialização de significantes que vão além daqueles minutos de live. Assim é possível refletir antes da chuva, vendo a chegar, embrenhando-se nela e até mesmo vislumbrando o horizonte que há de instaurar, nas intermitências do céu. Mais que lágrimas na chuva, nossas lembranças, pensamentos e sonhos podem vir a ser gotículas sobre pétalas no jardim de alguém.

flor chuva


Rudson Vieira

..rumos seguem, mesmo em silêncio. Dobrei o horizonte sob os joelhos e ponderei; rumos seguem, mesmo introspectivo..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Rudson Vieira