Agatha Andrade

Em meio a milhares de vidas amontoadas buscamos o que está dentro de nós mesmos para nos sentirmos mais autônomos em um mundo tão igual. É só ao observar o vazio que tememos que ele, também, esteja além das estrelas. Medo de que essas estejam tão perdidas quando nós. Blog:www.screepeer.com.br

A vida tem dessas

A vida é como uma onda, ela não avisa quando irá se formar, ela apenas se forma. Ela não avisa que está para nos derrubar, ela apenas ataca. Agora, só cabe a nós apreender a suportar, procurar a paz e voltar a nadar.


large (5).jpg

Planejamos nossa vida e nossas vitórias. Visando tudo pelo o que iremos passar, às vezes até a maneira que iremos nos levantar quando cairmos. Fazendo de tudo para oferecer o melhor ao mundo e a nossa vida atual. Mas, alguns segundos pode fazer todos esses planos desaparecerem e o desespero falar mais alto.

A luz da lua pode desaparecer e deixar apenas a escuridão. Fazendo com que venhamos a nos perder e a esquecer de todos os sonhos por alguma lembrança ou fracasso que ainda nos atormentam, nestas horas usamos portas de escapes. Escapes que não duram muito e que nos levam em um atalho para o buraco.

É tão desesperador como se afogar. Ficar lutando para voltar à superfície, enquanto a água nos devora. Tentando nadar e sobreviver. Pois é, a vida tem dessas de nos derrubar de repente sem nem sequer um aviso prévio de: Cuidado! Nessas horas não há muito que fazer, além de esquecer-se da razão e ouvir o coração. Ele precisará de seu próprio tempo para se firmar novamente, mas o fará. Então nos livramos da pressão do mundo e lentamente voltamos a sonhar e tentar a cada dia realizar o melhor que a vida pode nos dar.

É como naquele filme Comer, rezar e amar, um dia o desespero chega e só precisamos nos libertar. E nada é tão simples, não ocorre de um dia para o outro. É uma longa jornada dentro das milhares que nos é imposta. A única resposta que tenho encontrado é de seguir, pois a vida não irá parar para eu me recuperar.Afinal, a vida tem dessas.


Agatha Andrade

Em meio a milhares de vidas amontoadas buscamos o que está dentro de nós mesmos para nos sentirmos mais autônomos em um mundo tão igual. É só ao observar o vazio que tememos que ele, também, esteja além das estrelas. Medo de que essas estejam tão perdidas quando nós. Blog:www.screepeer.com.br.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Agatha Andrade