sem papas na língua

O que eu tenho pra te dizer é que...

Daniella Lins

Amante de boas histórias, escritora por amor e professora por formação. Gosta de tocar a alma das pessoas através das expressões artísticas, principalmente por textos. Gosta de cativar e ser cativada. Autora do Blog Sem Papas na Língua. http://sempapasnnalingua.blogspot.com.br/

Acorda! Os homens não são iguais

Os homens não são iguais! Quem te disse que são? Eles tem alturas, raça e filosofias diferentes. Gosto musical e gastronômico também. Eles possuem tipos de tratamento diferente um dos outros. Parece óbvio, mas pra muita gente ainda não é.


oiii.jpg

Uns anos atrás fui conduzida a pensar que todos os homens eram iguais. E isso, não por minha mãe me ensinar, pelo contrário, mas pelas experiências ruins que eu e minhas amigas tivemos. Parecia que todos os homens estavam tendo as mesmas atitudes que os outros, quando na verdade, eram nós mesmas que estávamos permitindo certas atitudes.

As próprias revistas e filmes hollywoodianos conduziram muitas mulheres, confesso, assim como eu, a idealizar um homem ideal. Mas, esqueceram de pontuar que um homem de verdade vai ter também defeitos, até porque, diferente do que dizem, eles não foram feitos em formas de bolo, ninguém foi.

Mas, conforme fui tendo outras experiências, fui começando a refletir que nenhum homem é igual ao outro. Nem nós mulheres somos. Por que eles seriam? É muita prepotência definir uma certa população de pessoas numa classificação baseada em apenas 'experiências', minhas ou de pessoas próximas a mim.

Passei a refletir e fazer com que essa frase "os homens são todos iguais" se evaporasse. Fui compreendendo que ninguém é igual a ninguém e que por mais que os caras que conheci tivessem tido as mesmas atitudes, isso não os tornariam iguais, muito menos tornaria isso uma característica de ser 'homem'. Porque ser homem é algo ainda mais complexo, que não pretendo me dispor a esclarecer nesse texto. Enfim, não gosto quando ouço essa frase "os homens são todos iguais" ou as "mulheres são todas interesseiras", são frases descriminatórias e generalistas que classificam todos numa igualdade que não existe, neste sentido.

O que acaba acontecendo muito por aí é a pessoa se fechando para novas experiências, por querer evitar que a experiência anterior se repita. Ou espera que a pessoa atual faça o mesmo que a anterior fez. Mas meu bem, NINGUÉM É IGUAL A NINGUÉM! E com certeza você deve saber disso. Ninguém gosta de ser comparado a ninguém, ninguém gosta de ser considerado 'culpado' por algo que não cometeu.

Se você não gosta de ser comparado/a, imagina o outro? Nem todo cara é um BABACA, nem todo cara te vê como um objeto. Nem todo cara despreza quem você é. Então, não generalize as pessoas. As pessoas mudam, os momentos não são os mesmos.

Uma pessoa de carne e osso está destinada a cometer erros e acertos o tempo todo, cabe a você reconhecer até onde vai o seu limite. A perfeição para a raça humana não existe. Muito menos a perfeição em qualquer relacionamento que seja. O erro e as imperfeições sempre existiram e dependendo do quanto você gosta de um certo alguém, esse defeito pode ser suportável até um certo ponto. Faz parte.

Os homens não são iguais! Quem te disse que são? Eles tem alturas, raça e filosofias diferentes. Gosto musical e gastronômico também. Eles possuem tipos de tratamento diferente um dos outros. O sorriso que cativa, a pegada com firmeza, o perfume e o jeito de beijar os difere uns dos outros. Há o brincalhão, o sério, o tímido, o que fala muito, o que fala pouco. O que paga a conta, o que racha a conta. O que te tira da mesmice, o que te deixa reflexiva, o que faz aprender. O que faz a gente virar os olhos desejo, o que faz a gente virar os olhos de desinteresse. Acontece. Todo mundo é diferente.

Ainda bem que são! Porque se não estaríamos sempre destinadas/os a conhecer sempre o mesmo tipo de pessoa. Sem graça até. Daria preguiça. Há de ter fé de que as afinidades ou certas diferenças vão aproximar e cativar.

Tem o cara de atitude, o cara que espera pela atitude. Tem os estilo rato de academia, o estudioso, o jogador de game ou futebol. O historiador, o filosofo, o egocentrico, o cozinheiro, o que compra os lanches prontos. O aventureiro, o que te surpreende, o que te pega de jeito, que faz você se arrepiar da cabeça aos pés. Uau! Tem pra todos os gostos, você só tem de dar a oportunidade de conhecer um pouquinho desse cara. Aaah esses caras...

Cheios de medo e sentimentos, de sonhos e frustrações. Um ser humano como outro qualquer, ao mesmo tempo tão singular. Não estipule uma forma, um padrão de pessoa para admitir em sua vida. O máximo que você deveria fazer é reconhecer o que quer e o que não quer. Pode dar certo com uns, pode dar errado com outros, e mesmo que as experiências tenham sido boas ou ruins, não compare ninguém, não espere que as pessoas sejam iguais, AINDA BEM! ELAS NÃO SÃO!

Não conheci muitos homens, mas os que conheci, passei a transformar somente em coisa positiva os momentos que tive com eles.... sejam meus amigos, pai, ficantes. Esses caras não são iguais e eu também não sou. Mudamos o tempo todo, as experiências nos ensinam.


Daniella Lins

Amante de boas histórias, escritora por amor e professora por formação. Gosta de tocar a alma das pessoas através das expressões artísticas, principalmente por textos. Gosta de cativar e ser cativada. Autora do Blog Sem Papas na Língua. http://sempapasnnalingua.blogspot.com.br/.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious //Daniella Lins
Site Meter