ser pensante nessa vida errante

CABEÇA E ALMA A 440V

CARLA PEPE

Carla Pepe, historiadora,poeta, aprendiz de bloqueira. Gosto de filmes, poesia, livros, política, psicologia, sociologia. Penso muito, erro muito também. Amo a vida em sua intensidade, em superfícies não me detenho. Minha voltagem é 440.

O Corpo - vamos falar sobre ele

Como nosso corpo sofre diversas influências e como somos o tempo todo bombardeados por nos tornar produtos em série. Ser gordo numa sociedade gordofóbica.


O que é gordofobia? Gordofobia é a repulsa, o nojo, o asco, o sentimento de raiva e necessidade de afastamento do individuo gordo, da gordura e de tudo que a cerca.

Para quem acha que não existe incomodo com o corpo gordo, faço uma pergunta: quantos memes você recebeu desde que começaram as confraternizações dizendo assim "você já se pesou?" Não existem culpados nem vítimas nessa história. Somos todos sujeitos históricos, atingidos por uma série de influências sociais, econômicas, politicas, culturais, ético-morais, entre outras. O que talvez seja nosso papel é repensar como temos verbalizado nossas fobias. Temos potencializado o melhor de nós? Temos elogiado o outro? Temos olhado para nós mesmos com mais amor e gratidão? Estar vivos já é por si só tarefa hercúlea.

Love_padlocks_on_the_Butchers'_Bridge_(Ljubljana) (1).jpg

A obesidade é um problema social e não individual, como muitos querem nos levar a acreditar. Há pessoas que conseguem no foco, força e fé. Palmas para elas. Eu as admiro demais. No entanto, eu não faço parte desse grupo. Eu faço parte do grupo que precisa de rede, de gente, de ajuda, de parceria. Reconhecer meus limites e a minha beleza é peça essencial para me amar do jeito que sou. E aí optar por uma forma de viver melhor para mim. Isso sim, é escolha individual.

Uma balança, um manequim de calça, um tamanho de blusa é apenas um número. Eu sou muito mais do que número. Tenho nome e sobrenome. Hoje reconhecer que sou gorda faz com que eu ame cada curva do meu corpo e me transforme, porque afinal sou flor e nasci para florescer.


CARLA PEPE

Carla Pepe, historiadora,poeta, aprendiz de bloqueira. Gosto de filmes, poesia, livros, política, psicologia, sociologia. Penso muito, erro muito também. Amo a vida em sua intensidade, em superfícies não me detenho. Minha voltagem é 440. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //CARLA PEPE
Site Meter