serendipismo

As melhores descobertas são feitas ao acaso.

Juliana Fiúza

Sou guia de turismo, tenho 21 anos e moro no Rio de Janeiro. Faço parte de dois projetos: RJ Free Walking Tour e Vou Pra Onde?. Fui estagiária no Palácio Guanabara e ganhadora do Talentos Sesc Senac 2016.
Tenho um podcast sobre história e cultura do RJ, sou da Corvinal, apaixonada por livros, Tom Jobim é meu artista favorito e torço para o Borussia Dortmund.

Tom Jobim: cantando aforismos

Meu objetivo nesse artigo não é falar sobre a vida pessoal de Jobim, nem muito menos de sua carreira, mas sim, das lições de vida e aforismos que Jobim magistralmente cantava entre os embalos suaves e calmos de seu piano e violão. De todas as obras-primas selecionei quatro músicas que tocam o coração e alma, além de ensinar o que é viver.


Antônio Carlos Jobim, carinhosamente conhecido como Tom Jobim, carioca da gema desde 1927, aquariano e um dos maiores mestres da música brasileira, considerado o maior expoente da música brasileira de todos os tempos pela Rolling Stone (não tem como dizer que não, afinal Frank Sinatra convidou nosso Tom para gravar um disco só de Bossa Nova), e um dos que nos presenteou com a Bossa Nova.

tumblr_mqiw0jeY3K1rnnvgqo1_500.jpg

1-Samba de Uma Nota Só

Essa música foi em parceria com um grande amigo que Tom conheceu enquanto trabalhava de pianista em casas noturnas do Rio. Além de um embalo delicioso que é marca registrada das músicas do Tom, ela traz um trecho com uma grande mensagem que fica ali, à espera de um ouvinte atento:

“Quanta gente existe por aí

Que fala fala e não diz nada,

Ou quase nada.

Já me utilizei de toda escala

E no final não sobrou nada,

Não deu em nada.

E voltei pra minha nota

Como eu volto pra você

Vou dizer em uma uma nota como eu gosto de você.

E quem quer todas as notas

Ré-Mi-Fá-Só-Lá-Si-Dó

Fica sempre sem nenhuma

Fique numa nota só”

Sempre que escuto esse trecho não tenho dúvidas que Tom queria mostrar o quanto devemos valorizar o amor que recebemos, que não importa quantos amores você tenha na vida, apenas um será necessário e que não devemos buscar muitos amores, ou terminaremos sem nenhum.

2- A Felicidade

Essa música foi escrita por Tom em parceria com Vinícius de Moraes, um jovem compositor que Tom conheceu na Casa Villarino, no Castelo. Nessa canção, que já foi gravada por outros artistas posteriormente, Jobim canta:

"A felicidade do pobre parece

A grande ilusão do carnaval

A gente trabalha o ano inteiro

Por um momento de sonho

Pra fazer a fantasia

De rei ou de pirata ou jardineira

Pra tudo se acabar na quarta feira

Tristeza não tem fim Felicidade sim"

O que nos leva a refletir sobre o quanto nos desgastamos por momentos, felicidades e prazeres que logo passam. Talvez Jobim sustente que isso seja algo inevitável na vida, ou uma crítica velada à nossa forma de viver.

tumblr_md8ko8qw2Z1rcpa3go1_500.gif

3-Insentatez

Essa é uma das minhas canções favoritas, seu tom dramático, acompanhado da voz melancólica de Jobim formam uma composição incomparável. Ganhou versão na língua inglesa, que recebeu a crítica de Jobim pois inicialmente, a canção se tornaria “How Insensible” o que não agradou o cantor, acabando por se chamar “How Insensitive”, que também possui a colaboração de Vinicius de Moraes.

"Vai, meu coração ouve a razão

Usa só sinceridade

Quem semeia vento, diz a razão

Colhe sempre tempestade

Vai, meu coração pede perdão

Perdão apaixonado

Vai, porque quem não

Pede perdão

Não é nunca perdoado"

Nesse trecho, Jobim nos faz pensar nos impulsos que tomamos na vida, e sobre como nossas atitudes com os outros, refletem em nós mesmos, muitas vezes negativamente e por fim, que não podemos esperar o perdão, sem pedi-lo e é claro, dá-lo também.

4-Wave

Tudo nessa música é perfeito:melodia, letra e a história de seu nascimento. O fato é que como muitas músicas de Jobim, ela inicialmente era um instrumental, até que ele resolver letra-la, e então pediu ao Chico Buarque para fazê-lo, porém, Chico só conseguiu escrever o seguinte verso: Vou te contar... Quando Tom percebeu que Chico não iria conseguir, resolveu ele mesmo escrever a letra, e assim surgiu esse clássico da música brasileira. Sobre a música e o fato ocorrido, Tom dizia: O Chico começou com um “Vou te Contar”, no fim, quem acabou contando fui eu mesmo....

"Vou te contar,

Os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender.

Fundamental é mesmo o amor,

É impossível ser feliz sozinho."

E por fim, essa máxima da vida que tanto escuto nas bocas nas ruas, o que John Donne dizia ao se referir “nenhum homem é uma ilha...”, e o que muitos aprendem com o passar dos anos: precisamos um dos outros para sermos felizes, precisamos de amor! E temos que concordar, se todos nós tivéssemos essa noção, não haveria tantos problemas no mundo.

tom-jobim-at-ipanema_1_t0f20.jpg


Juliana Fiúza

Sou guia de turismo, tenho 21 anos e moro no Rio de Janeiro. Faço parte de dois projetos: RJ Free Walking Tour e Vou Pra Onde?. Fui estagiária no Palácio Guanabara e ganhadora do Talentos Sesc Senac 2016. Tenho um podcast sobre história e cultura do RJ, sou da Corvinal, apaixonada por livros, Tom Jobim é meu artista favorito e torço para o Borussia Dortmund. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Juliana Fiúza
Site Meter