Fábio Pinheiro

Textos quinzenais sobre literatura e sociedade

  • amadeus-film-still-1343135451-view-0.jpg
    Anatomia de um gênio: Mozart

    Permanentemente belos e altivos, os deuses detém o poder encantatório de que tanto se admiram e louvam os mortais; na música, jurisdição lúdica da alma par excellence, seus demiurgos emulam o mesmo maravilhamento por oitiva. Dentre os mais destacáveis está: Wolfgang Amadeus Mozart.

  • albert-camus-wallpaper.jpg
    Oscar Wilde: A Estética da Esfinge

    Jorge Luís Borges dizia que um homem só morre efetivamente, depois que o último homem que o conheceu morre também. Mutatis mutandis, Wilde conheceu a eternidade pela permanência e vivacidade de suas obras; na literatura inglesa e na literatura mundial, tem ele seguramente, o seu público perene.

  • 28802.JPG
    Renato Russo: Poeta da Emulação

    "Em 2016, quando lembramos dos 20 anos do falecimento de Renato Russo, juntamente com a celebração de um grande cantor e letrista, precisamos reconhecer sua potência literária. Poucos de nossos compositores enxergaram no método da emulação uma força para renovação de seu campo artístico, Renato, acima de todos, o empreendeu com notável eficiência."

  • 078-081_Carolina-de-Jesus_231.jpg
    Não existe beleza na miséria: Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus

    "A voz ancestral de Carolina não nos leva apenas para a absurda realidade camusiana de uma metrópole in progress, mas para o melhor conhecimento das próprias 'forças históricas' que possibilitam e orientam sua existência."