sete tons mais tudo que há no meio

Não há nada no universo que não possa ser contido numa frase harmônica

Mario Feitosa

Não sei de nada, mas, sabendo disso, vem a sede de querer saber tudo, e nessa sede construo essas barbaridades, que acostumei a chamar de opinião.
Me mostra que estou errado?

Veja mais em http://covildadiscordia.com.br

Cazuzismo e as Caras de Borracha

Singela homenagem ao Rei dos Românticos, o exagerado Cazuza.

Eu assumo: sou Cazuzista. E você?!


20120817_023-(1).JPG

Sou Cazuzista. Muita gente é Cazuzista. Muita gente era Cazuzista e desistiu (que pena). Muita gente ainda vai ser Cazuzista.

Cazuzismo é uma cultura, uma "religião" sentimental, de gente exagerada, jogada aos pés, por aí, que abre e fecha a geladeira a noite inteira, que esconde nomes, por amor, que aponta dedo e acusa que idéias não correspondem a fatos. Gente sem pudor sentimental, sem bom senso na expressão, na entrega emocional.

Gente Cazuzista passa por louco, desregulado, desproporcional. Assusta! Nem queira ver o Feed de Notícias de um Cazuzista (vai sentir vergonha alheia). Rompe, de maneira tão barulhenta os paradigmas da conveniência social, na sua transparência, que não passa desapercebido, p'ra bem ou p'ra mal.

file0001535708586.jpg

No âmbito dos relacionamentos, Cazuzistas se apaixonam primeiro, se entregam primeiro, se declaram primeiro, se expõem primeiro, baixam a guarda, não sabem jogar joguinhos de conquista. Não tentam se mostrar presentes, nem indiferentes, nem fortes, nem fracos, nem emotivos, nem racionais, nem tentam, porque não dá p'ra ser nada senão transparentes. Na maioria das vezes, dão com a cara no chão. Mas, aos poucos, desenvolvem a maior virtude Cazuzista: a Cara de Borracha.

Cara de Borracha é uma parada incrível, a maior invenção tecno-emocional dos Cazuzistas: cara de borracha não quebra! Pode cair tranqüilamente, quantas vezes quiser (às vezes dói um pouquinho, mas depois de algumas taças e replays da playlist do coração partido, tudo se ajeita)! Pelo maravilhoso princípio físico da elasticidade, ela quica e volta igualzinha!

file3512499389741.jpg

Cazuzista não se estraga, não desaprende seu modo de ser, caia de cara quantas vezes for, porque munido de sua Cara de Borracha, vai começar tudo de novo, exagerado, quando encontrar um novo Beija-Flor.

Não sinta vergonha de um Cazuzista, porque, nessa sinceridade quase infantil de sentimentos, eles pintam o mundo de uma aquarela colorida, entornam doses cavalares de amor, que ele tanto precisa.

Você acha que Cazuzista é louco. Nós achamos que o louco é você, que prende o choro e água o bom do amor ;).


Mario Feitosa

Não sei de nada, mas, sabendo disso, vem a sede de querer saber tudo, e nessa sede construo essas barbaridades, que acostumei a chamar de opinião. Me mostra que estou errado? Veja mais em http://covildadiscordia.com.br.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Mario Feitosa