sete tons mais tudo que há no meio

Não há nada no universo que não possa ser contido numa frase harmônica

Mario Feitosa

Não sei de nada, mas, sabendo disso, vem a sede de querer saber tudo, e nessa sede construo essas barbaridades, que acostumei a chamar de opinião.
Me mostra que estou errado?

Veja mais em http://covildadiscordia.com.br

Trocentas mentiras sobre a traição masculina

Há quem venha a contemplar a traição "amorosa" como um todo. Vai entender!
Há quem justifique a masculina. Vamos refletir sobre isso?!


traicao1.jpg

Como homem e adulto, após alguns relacionamentos, uns estáveis, um casamento de muitos anos, escrevo cada uma das palavras que seguirem com a propriedade mais própria possível. Escrevo cada sentença com conhecimento de causa.

Traição "amorosa", para designar o ato no âmbito conjugal (em sentido amplo), infelizmente é muito comum em nosso estado atual.

Como afirma Bauman, "vivemos tempos líquidos, e nada é para durar". Infelizmente, nosso amado está repleto de razão.

Assumimos modelos de nossos pais e, fadados ao fracasso, tentamos concatenar com nossos novos modelos (nem tão novos, afinal em 1975, no Novo Aeon, Raul Seixas já questionava o modus de fidelidade sexual com "A Maça").

Acontece que, no nosso mar de efemeridade, assumimos casamentos "até que a morte nos separe". Entendemos e limitamos, como período máximo (em convenção, nunca em regra), sete anos de saúde de relacionamento amoroso, embora esperemos que dure para sempre.

Para romper o pensamento sociológico de defesa e ir logo ao que interessa, vamos resumir? Nossas relações hoje, como nós mesmos, não são feitas para durar. Bobo quem pensa o contrário (a menos que, entre ambos, haja esse propósito e, consequentemente, sua manutenção diária).

Sabe o problema do conflito, qual é? Vamos nos sentir obrigados a perpetuar relações com morte cerebral e, consequentemente, cagar no processo.

Fidelidade, em sentido amplo, é resultado de retidão de conduta no relacionamento (seja de qualquer natureza). É produto de amor e satisfação. Não só um, bem como nem só apenas o outro a mantém: é a soma.

"Amor que é amor não morre" - como escrevi em um poema, mas amor por si não mantém nada de fato, senão desejo de bem ao ser amado.

TODA e qualquer relação que não some amor e satisfação está fadada ao fracasso, ainda que seus envolvidos lutem contra o óbvio, para combater essa realidade. O óbvio mais comum é a infidelidade.

Infidelidade, no caso o rompimento de compromisso monogâmico, afeta todos no relacionamento doente ou de pouca saúde. É a saída mais simples para a carência provocada pela pouca/faltosa satisfação.

Encurtando o discurso, para chegar logo ao core, existe um elemento bem porco e muito pobre que PRECISA ser exposto: a divisão genérica do ato.

Assumir traição masculina como diversa da feminina é, no mínimo, deficiência de honestidade, buscando, na fisiologia, desculpinhas para uma enquanto se acusa a outra.

Vamos focar na falácia da "infidelidade masculina" (em resposta a um artigo que termino agora de ler)?

A guia dos "trocentos" será o texto original:

Mentira 1: Mas existem pessoas lindas!!!

Ah, existem. E daí?!

Sua parceira foi "escolhida" ou vocês se escolheram?

Qual realidade permite que, após paquera, conquista, avanços e, enfim, união, a relação se desmonte porque alguém esteticamente "melhor" apareça?!

traicao2.jpg

Por quê não se sossegou o rabo e buscou conquistar alguém que realmente quisesse ao lado?

Gente bonita tem em todo lugar! Esse é seu critério de escolha de parceira?!

Mentira 2: Só quem trai é seu parceiro!

HAHAHA! Quando um não quer, dois não brigam - diz o velho ditado.

Precisa-se de dois traidores para uma traição "amorosa". Não faça a alguém o que não quer para si, nunca. "Regula magna."

Mentira 3: Culpa da mulher que não soube escolher!

Todo cara que conheço - eu, muitas vezes, inclusive - se faz de galã nos primeiros encontros.

Monta cavalo branco e armadura reluzente, falando bonito e garantindo ser imaculado. Nenhuma mulher no mundo - assim como nenhum homem - tem mentirômetro. Ninguém tem culpa de acreditar em teatro social. Mulher nenhuma tem obrigação de criar esse artefato para uso contínuo. Pessoas mentem e a culpa não é de quem acredita, mas do mentiroso!

Mentira 4: Melhore seu potencial de escolha.

A refutação anterior se estende a esse tópico. Mas, por desencargo, homens: aprendam que mentira não é ferramenta de conquista. Simples!

Mentira 5: Mulher traída não se respeita (?!)

Não tenho ideia do que isso queira dizer, mas, se essa falta de respeito afirmada é à manutenção da relação, num mundo machista onde textos como o que busco refutar são escritos COMO MANUAIS, não sou eu quem vai ensinar nada! Espero pelo dia onde haja apoio adequado para essa quebra de vínculo. Hoje, infelizmente, os índices de violência falam por si - eu nunca poderia recomendar a uma mulher abandono de um lar com esses números. Falar de respeito a si, num mundo que apresenta esses valores de violência é, no mínimo, desonestidade! E profunda!

traicao3.jpg

Mentira 6: Mulher de respeito, ou separa ou fica "mantendo sigilo total e completo sobre o assunto" (SIC) (?!)!

Quando, nesse presente, tornou-se lícito a um homem afirmar A ou B como opções a uma mulher?! Sério! Nem me estico!

Náusea profunda por categoricamente alguém mandar um "cala a boca" público desses!

Mentira 7: Atacar é demonstração de fraqueza e insegurança!

Mais que à mentira, me prendo à argumentação:

A culpa é das mulheres que "não têm sido femininas o suficiente para manter um homem plenamente satisfeito" (SIC).

Infelizmente, como homem da geração Z, sou obrigado a traduzir tal afirmação para o absurdo de disponibilidade sexual "on demand" - à vontade.

Homens são os primeiros a esfriar o relacionamento com base no nosso princípio "Rei da Montanha" (e não, não é louvor, é triste constatação), de que, a partir do momento que a relação está estável, estamos livres da conquista.

Sei claramente disso e, mais uma vez, afirmo categoricamente: objetificação da parceira.

A satisfação no relacionamento (mútua satisfação) é produto de diálogo e esforço: nós, homens, somos os primeiros a não apresentar disposição a nenhum dos dois, infelizmente afirmando.

A culpa, assim, é nossa! E a verdadeira insatisfeita seria a mulher, que, por incrível que pareça, é quem busca a solução...

Sobre a afirmação de que mulher que empata em voz e poder é homem: meu caro, você gosta de crianças, e isso é doença!

traicao4.jpg

Mentira 8: Atrair atenção de macho é o caminho.

Para atrair atenção de "macho", uma mulher deveria querer, conscientemente, estar no cio. Machos são animais de gênero masculino sem intelecto (diversos aos homens). Seu objetivo único é procriação (completamente alheio ao objetivo primário do sexo entre humanos, que é prazer).

Seres humanos têm intelecto. Homens sentem atração por mulheres, por N motivos não necessariamente fisiológicos, afinal mulheres são seres humanos em gênero feminino, com intelecto e vontade, tão argumentativas e capazes como nós, e, inclusive, as mais argumentativas e intelectualmente capazes, ou seja, as mais livres, são as interessantes.

"Machos" humanos normalmente são doentes sexuais (suprimem a intelectualidade, assumindo a bestialidade - que nem os animais assumem por via de regra). Pense nisso quando quiser usar nossa animalidade como modelo argumentativo.

Mentira 9: Expor a traição é "cena"

Já foi traído, fera? Sabe o que homens fazem quando traídos? Lembra da Fabíola? Destruição de imagem, exposição de material erótico de cunho privado (porn revenge), agressão física e moral?! Fazer o marido da moça é coisa doentia, anormal. Mas fazer a "barata morta" também. Não quer ser exposto? Desculpa: parece que é isso. Não faça merda! E não use pretextinho logicuzinho na Internet p'ra garantir seu anonimato. Se trair e ela te expuser como traidor, não tem cena! Tem verdade! Lide com isso!

Mentira 10: Refine-se (ou "a culpa é sua")

traicao4.jp.jpg

Mercado amoroso é o cu que cai da bunda! Osso!

Homens, não mintam! Não justifiquem suas diarréias bestiais, culpando roupas largas, pouca maquiagem e calcinhas rasgadas.

Não se vendam príncipes se forem apenas o estrume dos cavalos desses!

Quer transar? Seja honesto! Mulheres também podem, e também gostam de sexo casual! Todo mundo pode, assim como nós! Independente do gênero, há quem queira apenas o ato - de novo, independente do gênero. Seja sincero e, encontrando alguém que compartilhe o objetivo, compartilhe também o ato. P'ra quê caralho mentir!?

Não minta! E, mais: se mentir, vá ser escroto no inferno! A culpa da sua porquice é e será sempre apenas sua!

Gente honesta não trai (termina!). Homem honesto não trai. Mas, ainda assim, - somos humanos - se o fizer, vai assumir única e exclusivamente a culpa.

Não traia. Mas, se trair, assuma a sua culpa!


Mario Feitosa

Não sei de nada, mas, sabendo disso, vem a sede de querer saber tudo, e nessa sede construo essas barbaridades, que acostumei a chamar de opinião. Me mostra que estou errado? Veja mais em http://covildadiscordia.com.br.
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Mario Feitosa
Site Meter