sete vidas e uma alma livre.

Gatsby acreditava na luz verde, no futuro orgástico que ano a ano recua a nossa frente.

Carolina Castello

Acadêmica de medicina na UFRJ. Conversas de boteco à filosofia são bem vindas. Adora pessoas interessantes e foge das rasas.
Palavra de ordem: resiliência. Recomeçando sempre, até que se encontre a totalidade.

  • tumblr_l6fq4j7x3f1qaobbko1_500_large - Cópia.jpg
    Olhe para o anjo, esqueça o que não é real!

    Quantas vezes a gente, em busca da ventura,
    Procede tal e qual o avozinho infeliz:
    Em vão, por toda parte, os óculos procura
    Tendo-os na ponta do nariz!
    (Da Felicidade – Mário Quintana)

  • Alma e pássaros.jpg
    Permita-se: deixe o novo acontecer

    "Nada jamais continua,
    Tudo vai recomeçar!
    E sem nenhuma lembrança
    Das outras vezes perdidas
    Atiro a rosa do sonho nas tuas mãos distraídas."
    (Canção do dia de sempre, Mario Quintana)

  • Green light.jpg
    Uma Carta para Você

    “Come on, Baby Blue,
    Shake up your tired eyes,
    The world is waiting for you,
    May all your dreaming fill the empty sky,
    But if it makes you happy,
    Keep on clapping,
    Just remember I'll be by your side,
    And if you don't let go, it's gonna pass you by”

    (Let There Be Love, Noel Gallagher, Oasis)

  • together forever.jpg
    Amores Editados

    “Eu sou meu próprio frio que me fecho longe do amor desabitado e líquido, amor em que me amaram, me feriram sete vezes por dia em sete dias de sete vidas de ouro, amor, fonte de eterno frio, minha pena deserta, ao fim de março, amor, quem contaria?
    E já não sei se é jogo, ou se poesia.”

    (Carlos Drummond de Andrade)

  • maxresdefault (2).jpg
    House of Cards, quem nunca?

    House of Cards é um resumo da capacidade vil do ser humano. É o cenário da baixeza, mas que mesmo assim induz o espectador a torcer pelo anti-herói, para descobrir qual será sua próxima tramóia. É se divertir com o sarcasmo, mesmo sabendo que está errado. É o politicamente incorreto no seu sentido mais literal.

  • Noturno Chopin.jpg
    pobres somos nós, que não temos chopin

    Dos movimentos romancistas aos atuais “tinderianos” a cultura do raso se difundiu ao longo das décadas. Não se vive visceralmente; patriotismo para muitos significa uma camisa de futebol; se a atualização de status de relacionamento não tiver várias curtidas ou comentários, aí é melhor nem começar. E assim vamos vivendo, ouvindo o nada e nos negando a escutar música clássica, impedindo a alma de dançar...