simone guerra

Entre palavras e sentimentos, faço-me em prosas e poemas...

Simone Guerra

Entre palavras e sentimentos, minha vida faz-se metade educadora e metade escritora. Não tenho preferência, porque quando junto as metades, realizo-me.
Facebook: www.facebook.com/entrepalavrasesentimentos
Blog: www.entrepalavrasesentimentos.com/
Instagram: @entrepalavrasesentimentos

Crônica para um paquera ao acaso...

Ele pode estar em qualquer lugar, porém nos menos equivocados. O passo a passo da paquera é a melhor sensação quando estamos distraímos do amor, quando somos pegos pelo olhar, pelo sorriso dele ao acaso do nosso. Histórias de amor nascem de preliminares de olhares, sorrisos descontraídos e palavras suspiradas. Ninguém beija outro alguém e está pronto para o romance. Um alguém com a intenção de algo mais comprometido está nas distrações das nossas rotinas.


flirt1.jpg

Ele passava todos os dias por mim, e eu nem sequer o reparava, até que um dia precisei de uma informação, ele me respondeu com um sorriso meio tímido e encantador, me despertando do medo que tinha de me sentir envolvida, mais uma vez, por alguém. A timidez nos calava entre olhares e sorrisos. Eu não sabia o seu nome, mas já sonhava com um beijo. Eu queria tanto saber quem era o meu paquera discreto, até que um dia, ele muito tímido, e eu com pressa, a voz dele me falou: não vai, não! E depois daquele pedido, ele e eu, em segredo, não nos separamos mais...

Sem esperarmos, somos pegos de surpresa por alguém que acontece em nossos sentimentos. Ele pode ser um sorriso de longe, todos os dias, no ponto de ônibus. Ele pode estar na fila do banco. Ele pode estar na padaria, no supermercado. Ele pode estar sentado na sala de espera do dentista, do advogado e do médico. Ele pode estar comprando presentes, guloseimas e fazendo compras...então, o seu despertar e o dele se encontram para, quem sabe, um encontro.

Ele pode estar em qualquer lugar, porém nos menos equivocados. Quem sai para se divertir, para a balada com a intenção de descobrir um alguém, na maioria das vezes, vai voltar para casa frustrada. Nas noites longas de bebidas, paqueras e ficantes não existe o compromisso para se envolver, o que resta são beijos, amassos e cama. Um alguém com a intenção de algo mais comprometido está nas distrações das nossas rotinas.

Existem romances que nasceram de baladas, o que é fato. Esses relacionamentos deram certos e os levaram para o altar, porque quando o amor precisa acontecer, nos arrebata em qualquer lugar ou situação. Histórias de amor nascem de paqueras discretas, preliminares de olhares, sorrisos descontraídos e palavras suspiradas. Ninguém beija outro alguém e está pronto o romance. Não é assim, não! Relacionamentos precisam de insinuações, passo a passo e descobertas graduais.

As expectativas aguçam os relacionamentos, nos fazem sonhar possibilidades e nos fazem planejar momentos. Ficar à espera de se conhecer alguém que paqueramos, é contar dias para um possível encontro com beijos... Ficar à espera do próximo olhar, é uma ansiedade introspectiva cheias de desejos, que se revelam quando alguém dá o primeiro passo para a descoberta de um do outro: quem sabe um relacionamento ou segredos sem envolvimentos.

A paquera não vai sair de moda, nunca. A paquera é aquele momento de frio na barriga quando nos esbarramos, todos os dias, no mesmo lugar com ele. Começamos os dias com expectativas de um cumprimento dele, que seja do carro, que seja do ônibus, que seja do metrô ou de onde for. E tenho que admitir que, a paquera real é mais emocionante, do que a virtual porque tem alma, tem pele, mesmo que seja nas entrelinhas dos olhares e dos sorrisos. Paqueras virtuais são contagiantes e apaixonantes também, mas são frias quando a tela não permite vê-lo ao vivo e a cores, mas está valendo.

Os romances começam com troca de gestos reais ou emoticons. Aquele momento que nós esperamos pelo próximo contato, é o que move as relações, é o que faz nossa vida corrida mais intensa e mais sonhadora. O passo a passo da paquera, é a melhor sensação quando estamos distraímos do amor, quando somos pegos pelo olhar, pelo sorriso dele ao acaso do nosso.

Assim acontece todos os dias, em qualquer lugar... Alguém está a procura da sua atenção, do seu sorriso, do seu olhar, então, tire os olhos do celular e comece a perceber mais as pessoas à sua volta que também te procuram.

Foto: Google


Simone Guerra

Entre palavras e sentimentos, minha vida faz-se metade educadora e metade escritora. Não tenho preferência, porque quando junto as metades, realizo-me. Facebook: www.facebook.com/entrepalavrasesentimentos Blog: www.entrepalavrasesentimentos.com/ Instagram: @entrepalavrasesentimentos.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Simone Guerra