Joanna Cataldo

Alérgica a machismo, pó e sentimentalismo barato. Costuma ser vista lendo no metrô ou tomando picolé de uva na esquina.

5 frases preconceituosas que todo mundo já ouviu

O preconceito pode estar mais perto do que você pensa


lupita def.jpg

Vivemos em um sistema patriarcal, homofóbico, elitista e gordofóbico. Por estarmos tão inseridos nessa cultura, muitas vezes, mesmo sem termos a intenção de, acabamos soltando uma ou outra frase discriminatória. Com isso em vista, é importante estarmos sempre desconstruindo ideais e valores que nos foram ensinados ao longo da vida. Veja algumas expressões preconceituosas que podem passar despercebidas no dia a dia:

1) Ela é uma negra bonita

Muitas pessoas podem pensar que estão fazendo um elogio ao dizer isso. Mas tente inverter a frase. Ninguém diz "ela é uma branca bonita". Não é comum falar isso porque historicamente a beleza sempre esteve associada aos brancos. Na verdade, o que está por trás dessa frase é a ideia racista de que, apesar de ter a pele escura, a mulher consegue ser bonita. Como se ela tivesse realizado um grande feito, algo revolucionário para alguém que não é branca.

2) Homem não chora

Para a nossa sociedade machista, despejar lágrimas é considerado "coisa de mulher". Não há xingamento maior do que acusar um homem de estar fazendo algo tradicionalmente relacionado ao sexo feminino. Isso porque, desde tempos imemoráveis, a mulher vem sendo tratada como um ser inferior. Por isso, mesmo em pleno século XXI, somos instruídos a pensar que é extremamente ofensivo comparar um homem, um ser tão racional, tão sensato, com alguém tão "fraco”.

3) Não tenho nada contra, até tenho amigos gays

Mais uma vez, o que poderia parecer um elogio acaba virando um tiro pela culatra. Com essa frase, você está dizendo que seus amigos homossexuais têm o privilégio de desfrutarem de sua amizade, apesar de serem diferentes de você.

A questão e que ninguém se torna uma pessoa melhor por ter vínculos com um homossexual. Gostar de uma pessoa do mesmo sexo não é uma doença, portanto não há necessidade de ser "solidário".

4) Isso é coisa de baiano

Essa é mais falada em São Paulo, mas pode ter variações em outros estados, como no Rio de Janeiro, que costuma usar o termo “paraíba” no lugar de “baiano”. Seja como for, o que está por trás dessa frase é a ideia de que os nordestinos são pessoas burras, incapazes de fazer coisas sem parecerem grotescos.

Mas, antes de qualquer coisa, vamos esmiuçar essa frase por partes. Em primeiro lugar, nunca é demais lembrar a grande contribuição que o nordeste sempre deu para esse país. Além da grande efervescência cultural, o nordeste nos presenteou com grandes mestres da literatura, da dramaturgia e da música, como Guimarães Rosa, Ariano Suassuna e Gilberto Gil.

Mais do que isso, cidades como São Paulo e Rio de Janeiro jamais seriam o que são hoje se não fosse a mão-de-obra nordestina que migrou para o sudeste e ajudou a construir nossas duas maiores metrópoles.

Por essas e- muitas- outras, associar os nordestinos a coisas ruins é, no mínimo, um grande desconhecimento histórico.

5) É mais por uma questão de saúde do que de estética

Pessoas com um IMC (índice de massa corpórea) acima da média vivem escutando que precisam emagrecer para ficarem saudáveis. É claro que há casos em que a obesidade se torna um problema de saúde, mas vamos combinar que cabe a um médico dizer isso, e não a uma pessoa qualquer.

Além disso, um comentário como esse pode facilmente abalar o emocional do indivíduo, que também deve ser levado em consideração quando falamos de saúde.


Joanna Cataldo

Alérgica a machismo, pó e sentimentalismo barato. Costuma ser vista lendo no metrô ou tomando picolé de uva na esquina..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/sociedade// @destaque, @obvious //Joanna Cataldo