sobre filmes e lobos

Cinema e outras espécies, com um olhar particular sobre esta grande matilha chamada "mundo".

Diego Ribeiro

Gostou do texto?

Confira esse e outros tantos no site www.inspiracine.com.br

Inspira Cine, respire cinema.

Facebook: /inspiracine
Instagram e Twitter: @inspiracine

Um momento pode mudar tudo: um filme com poder de transformar

Tocante, sensível e arrebatador, o novo filme de Hilary Swank "Um momento pode mudar tudo" promete emocionar ao explorar,de forma bem crua, a fragilidade humana.


yourenotyou.jpg

O diretor George C. Wolfe, que também atuou no aclamado “O diabo veste Prada”, volta a tona com um filme extremamente sensível, tocante e que vem para marcar o público e conscientizá-lo acerca da fragilidade da vida.“Um momento pode mudar tudo” é um daqueles filmes que chega sorrateiramente às salas do cinema sem grande divulgação, mas que promete surpreender a todos aqueles que apostarem nesse grande longa.

2014101109492971081.jpg

O filme conta a história de Kate (Hilary Swank), uma confiante mulher e esposa, bem sucedida e admirada por todos que é surpreendida com uma terrível doença: o ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica), a mesma explorada no tão divulgado “Desafio do balde de gelo” há um tempo.

momento-muda-2.jpg

A doença, que invade a vida e o casamento de Katie de maneira repentina, a faz precisar de alguém que a acompanhe, e é nesse momento que surge a figura espirituosa e irreverente de Bec (Emmy Rossum) , destaque total no filme e uma atuação impecavél. Bec é uma estudante nada convencional. Boêmia e levando uma vida nem um pouco “saudável”, ela se depara com um trabalho que vai além do profissional, e que irá lhe transformar enquanto pessoa.

maxresdefault-2.jpg

Além da relação das duas, o núcleo coadjuvante de atores do filme se destaca. Personagens como Evan (Josh Duhamel) marido de Kate, e Maryllin (Loretta Devine) que interpreta outra mulher em mesma condição, são um show a parte e fazem do filme um mix de emoções que surpreendem o público.

ynu5a.jpg

“Um momento pode mudar tudo” trata dessa terrível doença no seu lado mais “cru”. A obra mostra como uma enfermidade pode desumanizar as relações de uma mulher madura e a coisificá-la, gerando nela um grande desconforto em relação a sua humanidade e própria natureza. Em contrapartida, a relação de Bec e Katie parece se mostrar como uma redenção para essas duas mulheres tão opostas, mas que têm muitas coisas para aprender uma com a outra, e ambas com a vida.

you_re_not_you_47042884_st_3_s-high.jpg

Seguindo a linha de filmes como “Para sempre Alice”, este longa surpreende. Encanta de uma forma única, com um roteiro bem dirigido e com uma quase ausência de sonoplastia que dá significado ao silêncio das cenas, e comove o público do ínicio ao fim.

momentomudatudotop.jpg

Para mim um dos melhores lançamentos de 2015.

Obs. O filme é baseado em um livro de mesmo nome e atriz que faz Bec costumava se apresentar em óperas e cantar em algumas línguas.


Diego Ribeiro

Gostou do texto? Confira esse e outros tantos no site www.inspiracine.com.br Inspira Cine, respire cinema. Facebook: /inspiracine Instagram e Twitter: @inspiracine.
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/cinema// @destaque, @hplounge, @hp, @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Diego Ribeiro