submundo do som

Eles não vão entender, não vão consumir

Jeff Ferreira

Eu sou um misto de ossadas indigentes
Ao lado do cadáver de Tim Lopes
Com fliperama violento de boteco
Informação para desviciar os olhos

Chorão e o Rap

Chorão, eterno líder de uma das bandas de rock mais influentes e importantes do Brasil, o Charlie Brown Jr, sempre bebeu na fonte do rap imprimindo um estilo próprio e único na cena da música brasileira. Desde seu primeiro disco, o Transpiração Continua Prolongada, até os últimos dias de sua viada, Chorão mesclou vários ritmos com o seu rock n' roll, como o ska, reggae, ragga e o rap. Chorão não era uma caricatura de roqueiro que se aventura no hip hop, e sim um legitimo apreciador da cultura, sabendo de suas raízes e princípios e importância como música e agente de transformação para a comunidade. Chorão sempre respeitou o rap, e esse artigo busca resgatar os momentos que o vocal do CBJR levantou a bandeira do rap nacional, e não foram poucas vezes.



Jeff Ferreira

Eu sou um misto de ossadas indigentes Ao lado do cadáver de Tim Lopes Com fliperama violento de boteco Informação para desviciar os olhos.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/// //Jeff Ferreira