suécia by me

Cinema, artes, música e outras paradas suecas...

Claudia Nascimento Ekström

Jornalista, intérprete e mãe apaixonada. Na Suécia ou no Brasil, sempre de olho nos horizontes e afrontes.

Uma playlist sueca pra te fazer subir o som

Música pra se apaixonar. Música pra sair do sério. Música pra se envolver. Fugindo do circuito de música sueca super conhecida no Brasil, essa playlist tem a intenção de te revelar algumas dicas bem intressantes.


O mercado musical sueco nunca se desaqueceu. Esse país escandinavo de 10 milhões de habitantes tem muita música boa e, talvez, ainda desconhecida em algumas paragens. Esqueca nomes como ABBA, Roxette e Ace of Base. Aqui, uma compilação de nomes mais atuais pra se afundar e saborear a Suécia através de sua música.

Atualmente, Anna Ternheim parece ter trocado anos de vida em Nova York e esta de volta a Estocolmo. De voz envolvente, intimista e competente, o repertório dessa cantora precisa ser descoberto sem pressa, pois se trata de música pra curar, acalentar e encher de sonhos. Um show dessa sueca numa noite fria de inverno aquece corpo, alma e coração, confirma a minha própria experiência.

A voz, presença de palco e intensidade que vi num dos shows de Xenia Kriisin, no verão sueco passado, me impregnaram de vontade de conhecer e me aprofundar mais no seu trabalho. Na ocasião, Xenia estava grávida de quase 9 meses e chegou a se desculpar com o público pela respiração ofegante entre uma música e outra. Ofegante ou não, desde àquela ocasião, ela e seus exímios músicos não largaram mais a minha playlist.

Atualmente, é impossível ligar o rádio e não ouvir algumas das värstes de Miriam Bryant, feitas para músicas de outros nomes da música sueca. Ela participou recentemente de um dos mais populares programas de TV daqui: Så mycket bättre (“Muito melhor”, em tradução livre). Miriam Bryant ficou conhecida do público em 2012, quando debutou com o single Finders.

Isak Strand vs Toe

Pra dançar, pra fazer luau, pra ouvir com os pés no chão. Essa banda de reggae, soul, jazz é de uma musicalidade sem igual. Ao que parece, infelizmente, o Isak Strand vs Toe se separou ou esta dando um tempo. Se um conselho for bem-vindo, lay back on your couch e curta o som de Isak, Filip, Tom, Arvid, Johan e Andreas. É música pra acordar poros e sentidos.

Pra quem quer fazer uma inclusão no pop sueco, em sueco, Veronicca Maggio é mais do que uma boa pedida. Maggio, que parece focar no mercado escandinavo de corpo e alma, tem uma suavidade intensiva na voz. Aqui, um dos mais famosos sucessos dessa premiada cantora.

Pensar em Gotemburgo, cidade no sul da Suécia, e não associá-la a Håkan Hellström, é quase impossível para um sueco. E, pra quem quiser começar uma aventura pela vida e obra do artista, além de ver imagens da bela Gotemburgo, a dica é o filme Känn ingen sorg (Shed No Tears 2013) , baseado nas músicas do cantor. O filme, inclusive, fez parte do Festival de filmes suecos contemporâneos, da Cinemateca de São Paulo, em junho passado. Hellström, que só canta em sueco, tem uma vasta lista de músicas incríveis, prontíssimas para degustação.


Claudia Nascimento Ekström

Jornalista, intérprete e mãe apaixonada. Na Suécia ou no Brasil, sempre de olho nos horizontes e afrontes..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/musica// @obvious, @obvioushp //Claudia Nascimento Ekström