the insolitus

A liberdade de expressão guiando o mundo

Thalia Fontinele

A escrita para mim não é fuga, é imersão. É o risco que não posso perder, é o momento. A decisão de fazer ou deixar para depois. E é fazendo que me torno vulnerável, e sendo vulnerável corro risco, me jogo. E é me jogando que eu escrevo - e me exponho. Em diante ciclo continua.

  • ESQUIZOFRENIA based in Sketchy Stories  #draw….png
    Sobre a essência de viver: o caos

    A liberdade é meu caos. Se eu não puder colocar no papel (ou na tela) o pensamento real, do jeitinho que ele veio, a minha palavra perde o poder. Perco a liberdade.

  • Capturar.PNG
    Será que a busca pela felicidade não se tira o tempo de ser feliz?

    Em uma sociedade completamente embaraçada com o espetáculo que ela mesmo criou para sustentar-se, a famigerada hipocrisia, ousar ser feliz é, insolitamente, uma virtude. Como Woody Allen diria: "Como seria feliz se eu fosse feliz"

  • Capturar.PNG
    BREAK FREE

    Não há garantia de que ter nascido num determinado sexo biológico determine linearmente sua expressão de gênero, ou seja, como você se apresenta socialmente, como você se reconhece.

  • into-the-wild4.jpg
    Into the wild, into the mind...

    "Não se deve negar [ ... ] que estar solto no mundo sempre foi estimulante para nós. Está associado em nossas mentes à fuga da história, opressão, lei e obrigações maçantes, com liberdade absoluta, e a estrada sempre levou para o oeste." WALLACE STEGNER, THE AMERICAN AS LlVING SPACE

  • liberdade-igualdade-fraternidade.jpg
    UM BREVE OLHAR HISTÓRICO SOBRE O FEMINISMO

    "A restauração do respeito próprio da mulher é a essência do movimento feminista. A mais substancial das vitórias políticas não pode ter valor mais alto que este: o de ensinar a mulher a não depreciar o próprio sexo." - Anthony, KATHERINE

  • HandRabbit.jpg
    Solitude-se: queira estar só, por opção

    “Um homem pode ser ele mesmo apenas se está sozinho; e se ele não ama a solitude, ele não vai amar a liberdade; pois é apenas quando ele está sozinho que pode ser verdadeiramente livre” (Schopenhauer)