toca a fita

Um mixtape de música, filmes, livros e cotidiano

Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo.

Calma, relaxa, por que está tão sério?

Quando a balança de Gotham encontrou-se desequilibrada pela presença do Batman, a mesma não encontrou outra saída que não fosse tentar se reequilibrar, mesmo que para isso tivesse que optar pelo caos.


the-dark-knight.jpg

Calma, relaxa, por que está tão sério?

Tá, eu sei.

É do Coringa que estamos falando. O Joker, o bobo, o palhaço.

Como ficar tranquilo com um cara que, para provar seu ponto de vista, envenenou o sistema de esgoto da cidade, assassinou pessoas inocentes, explodiu um hospital inteiro e sequestrou dois navios, um com grande parte dos cidadãos da cidade e outro com todos os bandidos da prisão Blackgate?

Dark_knight19.jpg"Por um acaso, algum de vocês chegou a ver o dono de uma carta igual a essa?"

E sabe qual a parte mais engraçada disso tudo?

É que esse palhaço pouco se lixa para o que você pensa dele, mesmo se concordar com o ele que andou fazendo. Aos seus olhos, somos todos apenas parte do meio. Você, eu, o Departamento de Polícia de Gotham, os comandados do Falcone, os criminosos em geral. Fomos apenas um joguete para quem ele realmente estava interessado em conversar.

E sim, é dele que estamos falando. O responsável por fazer suas cicatrizes pararem de doer para que pudesse sorrir e gargalhar. Essa é a piada. De bom gosto ou não, não interessa. O humor não pode ter limites e, no final das contas, piada é piada. Cabe a você ri, ou não, dela.

20zwfau-2.jpg"O Batman não respeita regras, muito menos as leis. Por isso vocês precisam de mim"

Mas você acha mesmo que o Coringa estava certo?

Sabemos que o morcego foi o responsável por fazer o Coringa sair de casa para se divertir. E sua brincadeira consiste em mostrar ao Batman que ele é o culpado pela sua existência, sendo, também, um agente do caos, uma vez que foi ele quem mudou todo o parâmetro da cidade, reformulando o conceito de ordem e caos, certo ou errado.

Como se isso não fosse novidade para o próprio Batman. Alfred o alertava desde o dia em que ele abandonou a persona de Bruce Wayne. O Batman desequilibrou a balança de Gotham City e, em resposta, a cidade teve que apelar para uma força natural devastadora, se quisesse restabelecer o padrão dela mesma.

bruce-wayne-and-batman-snapshot20080504110957.jpg"Ele sabe que não existem grandes heróis sem grandes vilões. O seu, finalmente, mostrou a cara. E ele sorria"

Ironicamente, a cidade necessitava do caos. Quer algo mais engraçado que isso?

Grandes heróis necessitam de grandes vilões e Gotham precisava reequilibrar sua balança. O Coringa necessitava do Batman.

Gotham, Coringa e Batman. O que esses três necessitavam era apenas de um dia. Um mal dia, por sinal. O pior deles. O Joker, o palhaço, o bobo, se convenceu de que a linha que o separa do seu mais novo amigo é apenas em como ambos se comportam no pior dia da vida deles. Um péssimo dia pode te tornar um justiceiro ou um sociopata.

Mas veja só você. Os dois já sofreram as consequências de péssimos dias, cada um a sua maneira. Precisaríamos, então, de uma prova real. E é aí que Harvey Dent entra na jogada como o primeiro fiel da balança, apelidado de Cavaleiro Branco de Gotham, um oposto ao Batman, surgido como tal graças a fé que possuía no senso de justiça do Cavaleiro das Trevas.

harveydent_thedarkknight.jpg"O Cavaleiro Branco de Gotham em sua maior sina: morrer como herói ou viver tempo o suficiente para se tornar um vilão?"

Agora temos na mesa todas as motivações.

Bruce tentava ser mais Bruce e menos Batman e vendo em Harvey Dent alguém melhor que ele para salvar Gotham City do caos. Já o Coringa...bem, Coringa estava se divertindo muito com tudo isso e não poderia deixar que o Batman se desaparecessem em meio a ordem. Se tudo voltasse a ser como era antes, qual seria sua razão de existir?

Sabendo de tudo isso, tente me responder.

O que acontece quando a força irresistível se encontra com o objeto irremovível?

A gente ainda não consegue sair desse ciclo vicioso e entendemos, ou nos deixamos levar, que tudo se resume a um péssimo dia. Ou você morre herói ou vive tempo suficiente para se transformar em vilão. Era nisso que o agente mais idôneo da cidade acredita.

suit.jpg"Bruce Wayne em seu encalço de ser menos Batman e mais Bruce Wayne pela primeira vez em muitos anos"

Se ele era fiel a esse pensamento, sendo o melhor símbolo de esperança da cidade, melhor que até mesmo o Batman, como podemos discordar do fato de que a linha que separa a sanidade da loucura parece estar baseada em como uma pessoa sobrevive a um péssimo dia?

E com primeiro fiel da balança, parecia que o Coringa teria razão.

Mas, por favor, não caia nessa. Não tente encontrar razão em meio a tanta loucura. Harley Queen sofreu desse mal.

Lembre-se das próprias palavras do palhaço para a nova persona do Harvey Dent, Duas Caras. Ele é apenas um cão correndo atrás de um carro, a consequência, o meio. Ele jamais seria o fim e o início das coisas.

Harvey Dent ganhou de presente o pior dia da sua vida e se viu vivendo o tempo suficiente para se tornar um vilão. Os criminosos estavam de joelhos para o Coringa e toda a população vivia um clima de medo e apreensão a cada aparição pública do mesmo.

-Harvey-Dent-Two-Face-The-Dark-Knight-Screencaps-harvey-dent-13409393-1273-529.jpg"Dessa vez a sua moeda apresenta a real possibilidade da adoção do caos para as suas escolhas"

Ainda sim, o Joker, o bobo, o palhaço, não estava satisfeito. Também pudera, seu maior alvo não havia dado um mínimo sinal de que concordava com seu ponto de vista, mesmo tendo sido apresentado para diversos exemplos.

Como numa grande apresentação circense, o palhaço decidiu guardar tudo para o final. Inspirado naquela velha decisão moral filosófica dos trens, ele decidiu mostrar de maneira mais prática possível, o que aconteceria na vida de alguém logo após um terrível dia.

Os dois navios estavam a postos, ambos sendo uma bomba relógio e, bem no final das contas, o Batman pode, finalmente, entender como derrotar o Coringa. O temor de um palhaço é que ninguém mais ria das suas piadas.

tumblr_inline_o60mizzVwt1tmxau8_1280.jpg"A força irresistível e o objeto irremovível"

E foi exatamente isso que aconteceu.

A forte crença do Batman para com os cidadãos da cidade que ele protege fez com que o Coringa perdesse a graça, ou melhor, o Coringa, pela primeira vez, não riu, nem de si mesmo.

E, para que o equilíbrio se restabelecesse, foi necessário que esses dois opostos saíssem de cena. Um foi preso e o outro, assumindo toda a culpa pela morte de Harvey Dent, preferiu se ocultar nas sombras.

Assim sendo, parece que temos a resposta para a nossa pergunta.

O que acontece quando a força irresistível se encontra com o objeto irremovível?

Eles se rendem.


Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Rafael Moreno