toca a fita

Um mixtape de música, filmes, livros e cotidiano

Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo.

Falando em série

Ela pode ser aquela válvula de escape num dia estressante, como também pode ser aquele cupido que vai te unir com seu/sua the one. Ela pode ser aquela visita que acaba unindo a família toda, mesmo sendo num intervalo de tempo de suas horas de duração. Ela pode ser sua preguiça num dia chuvoso. Ela pode ser seu tédio, desânimo ou pode ser você naquele dia em que você não faz questão de ser paciente com ninguém.

Com medidas mínimas, ou em grandes doses, as séries estarão lá para você.


intervention.jpg

Quero bater um papo com vocês, coisa rápida. Quer dizer, isso está mais para um monólogo barra desabafo (?) barra reflexão (essa é a palavra!). Prometo que não vou tomar muito do seu tempo e, antes que comece a mensurar esse “muito do seu tempo”, ele será mais ou menos entre vinte, vinte e cinco minutos.

Tempo mais que o suficiente para assistirmos a qualquer episódio daquela série. Ou não, dependendo do gênero de série que estamos maratonando.

Vamos fazer assim, pra não deixarmos qualquer sombra de dúvida e, no caso de você não ter muito tempo para ler, sabe-se lá qual for seu motivo, esse é um papo entre vinte e quarenta e cinco minutos. Sem comerciais e com apenas quinze segundos de pausa.

O ponto disso tudo até aqui é nosso papo sobre séries e como ,talvez, ela nos influencie.

25-Things-You-Didnt-Know-About-the-Sets-on-Friends-TV-Show.jpg

Se ainda duvida, veja só como nos entendemos em relação ao tempo da nossa conversa. Ou como nos tornamos corredores natos, maratonando sempre que possível. De sábado para domingo, de preferência.

Nossas corridas costumam ser noturnas.

Pense em todos os bordões e em como os usamos com nossos amigos, amigas, conhecidos, pessoas nem tão próximas assim, familiares ou quem quer que assista.

Lembre da empolgação aguçando seus sentidos quando você acaba de conhecer uma pessoa que também acompanha a mesma série que você. E o melhor, ela também está fazendo isso pela quinta vez.

4x14friends.jpg

E esses episódios, essas séries, parecem funcionar como um norte para a gente. A cada final de história, ainda mais aqueles que são mais dramáticos dentro de uma série de comédia (o que, cá entre nós, sempre acabam por serem mais impactantes), a gente acaba tirando alguma coisa dali. Aprendendo um pouco mais. Nos (re)conhecemos tomando como reflexo as situações daqueles personagens.

E antes de te chamarem de viciado, antissocial, nerd, “essa geração de hoje que não sai de casa” ou “essa que não sabe aproveitar a vida como eu aproveitava”, ignore. Mas ignore bem.

As séries meio que estão aí para serem assistidas, não é mesmo? E seja lá pelo motivo que for.

bigbang3.jpg

Ela pode ser aquela válvula de escape num dia estressante, como também pode ser aquele cupido que vai te unir com seu/sua the one. Ela pode ser aquela visita que acaba unindo a família toda, mesmo sendo num intervalo de tempo de suas horas de duração.

Ela pode ser sua preguiça num dia chuvoso. Ela pode ser seu tédio, desânimo ou pode ser você naquele dia em que você não faz questão de ser paciente com ninguém.

Com medidas mínimas, ou em grandes doses, as séries estarão lá para você.

Claro, não nos esqueçamos da vida fora daquelas polegadas. Normalmente e la costuma ser sempre mais interessante e emocionante do que qualquer season finale que a gente encontra por aí. Ela é bem dosada em suspense, ação, comédia, drama. Mesmo não dando essa impressão.

how-i-met-your-mother-quiz-orig.jpg

E o que vem por aí é melhor ainda. Essa série, em específica, costuma ser renovada anualmente, semestralmente, mensalmente, semanalmente e, até mesmo, diariamente. Ela é muito boa, mesmo não parecendo assim de vez em quando.

E o seu diferencial é quem nela, você é diretor, contra regra e, também, o protagonista. Pode fazer o que quiser e quando quiser, na medida do possível e da sua vontade, sem forçar a barra, pois sabe que a sua série sempre se renovará.

Gostando ou não.

O que importa é seu papel nela. Diretor, contra regra, protagonista, ou o que quer que seja. É você que vive ela.

video.yahoofinance.com@634eaa4f-c436-39f4-954b-271537f662b3_FULL.jpg

Daí, quando alguém de fora daquela roda (ou desse universo, para ser mais preciso) perguntar o que tem de tão interessante em uma série, você pode muito bem responder que ela não tem nada do seu agrado ou que ela pode ser a melhor coisa da sua vida.

E o porque assistimos séries?

Não sei. Nunca cheguei a pensar nisso. E também não perderia tanto tempo pensando nas implicações culturais que isso pode trazer.

Aliás, tem uma série que já diz sobre isso.

Agora, se me derem licença, tenho mais uns dois episódios de How I Met Your Mother pra assistir, antes de comentar com meus amigos amanhã.


Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Rafael Moreno
Site Meter