toca a fita

Um mixtape de música, filmes, livros e cotidiano

Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo.

É Racionais, presta atenção mermão!

De Jorge Ben à Marvin Gaye, aqueles quatro sabem o que fazem e não estão para brincadeira, por isso você não os veem rindo. Não é só rap e também nunca foi só poesia. Aquilo no palco era um grito para o que estava errado, de quem chegou onde chegou porque foi foda, daqueles que não aguentavam mais, e por isso resolveram mudar.


racionais_mcs.jpg

Talvez você sinta que levou um soco bem no meio da cara. Como também pode sentir uma espécie de revolta emergindo de você. Talvez você estranhe tudo isso mas, de certa maneira, vai sentir que os seus olhos foram abertos.

E eles foram abertos na marra, na força, na revolta de quem busca revolução e no inconformismo de um país que olha para os seus filhos de acordo com a roupa que veste.

Então você entende que o bagulho é louco. Ou melhor, você entende que a vida é loka e que nela estamos de passagem. Simples assim, como um direto bem no meio da sua cara.

“Fé em Deus que ele é justo! Ei, irmão, nunca se esqueça! Na guarda, guerreiro, levanta a cabeça, truta! Onde estiver, seja lá como for, tenha fé, porque até no lixão nasce flor.”

Porque eles disseram aquilo que, talvez imaginávamos que fosse, mas nunca paramos para pensar a respeito.

92dba8a772cd444e9630284a73a1bc5e.jpg

E não poderia ser diferente. Vejam as suas raízes, aquelas que fincam na terra e nos dão a base para crescer.

De Jorge Ben à Marvin Gaye, aqueles quatro sabem o que fazem e não estão para brincadeira, por isso você não os veem rindo. Não é só rap e também nunca foi só poesia. Aquilo no palco era um grito para o que estava errado, de quem chegou onde chegou porque foi foda, daqueles que não aguentavam mais, e por isso resolveram mudar.

“Borrou a letra triste do poeta, correu no rosto pardo do profeta. Verme, sai da reta! A lágrima de um homem vai cair, esse é o seu B.O. pra eternidade. Diz que homem não chora. Tá bom, falou. Não vai pra grupo irmão aí, Jesus chorou.”

Daí, quando menos espera, você entende o seu lugar no meio em que vive. Começa a perceber que nunca são flores, mesmo nos lixões. Talvez com tudo isso, você também sinta parte da raiva que eles sentiram. Talvez, agora, você também sinta parte do inconformismo que eles sentiram. Talvez, agora, você consiga erguer a cabeça e ir pra frente, como eles fizeram.

"Não adianta querer, tem que ser, tem que pá. O mundo é diferente da ponte pra cá!"

Porque você entende que é o que resta. Simples assim. Manter a cabeça erguida e seguir em frente. Afinal de contas, o que você quer para a vida? Quer viver pouco como um rei ou muito como um Zé, como bem eles nos disseram? Como você quer ser lembrado em sua caminhada?

racionais-170.jpg

São com essas questões, canções, de cara amarrada e com os punhos fechados, pronto para o que vier, porque você começa a entender que aquilo que vem será muito mais pesado do que imagina. Porque os contextos são diferentes e te diferenciam daquele ao seu lado, mesmo sabendo que é injusto e ilógico, você percebe que acontece muito mais que imagina.

“Nosso espírito é imortal, sangue do meu sangue. Entre o corte da espada e o perfume da rosa, sem menção honrosa, sem massagem. A vida é loka, nêgo, e nela eu tô de passagem.”

Por isso, dentre tantos “talvez” que você passou a ter, diante tantas interrogações e olhos abertos que os Racionais lhe deram, diante de tudo isso, talvez (e pelo último talvez) o que te resta a fazer é aceitar o mundão como é e seguir em frente, com respeito. Afinal de contas, como já disse Sabotage, rap é compromisso.


Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo..
Saiba como escrever na obvious.
version 15/s/musica// @obvious, @obvioushp //Rafael Moreno