toca a fita

Um mixtape de música, filmes, livros e cotidiano

Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo.

O jeito é continuar seguindo em frente

Acho que as coisas deveriam ser mais fáceis. Ou menos complicadas do que se parece. Diziam ser impossível ir para a Lua e hoje procuramos evidências de vida em Marte.
Mais difícil que começar um sonho é continuar com ele. E isso não significa que você deva parar.
Isso só mostra que o caminho as vezes é complicado. Que talvez não tenha tantas flores durante o caminho. Que será preciso apenas uma mão para entender quem está contigo aguentando todas as vezes que você mandar tudo para o alto.


sonhar-passos.jpg Talvez esse não seja um texto que fiz exatamente para você. É muito provável que ele tenha surgido em uma daquelas conversas que temos com nós mesmos. Mas não aquele "eu" que se encontra todo o dia acordando cedo, pegando metrô, trabalhando e repetindo e repetindo e repetindo. Como a cópia da cópia da cópia. O "eu" que conversei, o que me torna um "nós", é aquele cara que eu sempre almejei ser. Ele é o meu ponto final. A minha meta.

O bicho pega, justamente, quando, entre esses dois "eu", existe uma certa distância que costuma mudar de acordo com o tamanho do seu sonho naquele dia. Pode ser que o caminho esteja curto demais, que daqui a pouco você dará a mão para si mesmo, tornando uma pessoa bem melhor do que jamais imaginou. Mas também possa ser que, em certo dia, você tenha dado um pouco de azar, que nada daquilo que prometeu a si mesmo deu certo e, por causa disso, o caminho aumentou.

Aumentou tanto que você mal se vê lá na frente, acenando com a certeza de que tudo deu certo.

Mas aí é que está o segredo. Por mais distante que você esteja, ainda haverá aquele aceno cheio de energia, pedindo, implorando, torcendo para que você continue andado. Mesmo com câimbras nas panturrilhas ou bolhas nos dedos do pé.

rocky-stairs-armsup.jpg"Corra e conquiste o topo da sua Filadélfia"

Mais difícil do que começar um sonho é continuar com ele.

Depositamos energia demais na primeira etapa. Criamos nossos mapas mentais de como tudo será daqui a dois, cinco, dez anos, onde nosso sonho estaria alcançado e tudo que nos sobraria seria aproveita-lo em um bom lugar frio, sendo aquecido por um copo de café.

Quase não sobra energia para a segunda etapa. Mal conseguimos concluir aquela semana de exercício físico na academia. O que dirá os nossos sonhos.

Porque, cá entre nós, sem meias palavras. É foda.

Ninguém, eu disse ninguém, além de você mesmo, sabe dizer o quão foda, desestimulante e difícil é isso. Ninguém nos avisou que haveria dias em que nada daria certo. Ninguém nos disse que, talvez, poderia custar um pouco a mais do que você havia separado. Ninguém disse que poderia demorar anos. Às vezes, ninguém chega para você e pergunta “e então, como está se saindo?”.

E isso acaba me entristecendo de certa maneira. Em qual momento da nossa vida a gente virou a chave e demos as costas para o aquilo que acreditávamos que era possível? Quem disse que amadurecer, deixar de ser criança, é quando entendemos o mundo como ele é? Ou achamos que o entendemos com essa ótica adulta?

Me explica, então, como Stephen King lançou sua primeira obra na casa dos quarenta anos? Ou a J.K Rowling na casa dos trinta? Será que o maior mérito deles foram dar as costas a todos aqueles que não vieram perguntar “como está se saindo?”.

Não quero parecer pretensioso e nem nada do tipo.

20090107145837_6678_large.jpg"E se você me disser que vai se tornar o maior guitarrista de todo o mundo, vá em frente."

Só acho que as coisas deveriam ser mais fáceis. Ou menos complicadas do que se parece.

Diziam ser impossível ir para a Lua e hoje procuramos evidências de vida em Marte.

Mais difícil que começar um sonho é continuar com ele.

E isso não significa que você deva parar.

Só nos mostra que o caminho as vezes é complicado. Que talvez não tenha tantas flores durante toda a extensão do trajeto. Que será preciso apenas os dedos de uma mão para entender quem está contigo aguentando todas as vezes que você mandar tudo para o alto.

Veja bem, o caminho é complicado. Mas não é difícil.

O seu “eu”, aquele que, lá no horizonte dos seus sonhos, está acenando ansiosamente para que você chegue até ele.

Aposto que ele tem muitas novidades para contar.

Mais difícil que começar um sonho é continuar com ele.

O jeito é continuar seguindo em frente.


Rafael Moreno

Aquele clima despretensioso dos filmes dos anos oitenta, com uma dose de Tarantino e uma boa trilha sonora ao fundo..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Rafael Moreno