Luísa Bem Dal Pozzo

Estudante adoradora do cinema, da literatura, do teatro e da música. Por vezes, arrisca escrever um texto carregado de sentimentalismo (quase piegas, eu diria).

Sobre dias ruins

Sobre os nossos muitos dias ruins.


Haverá dias em que você vai levantar da cama achando que não deveria ter sequer acordado.

Haverá dias em que todo mundo vai estar tão feliz que você vai se sentir a pessoa mais miserável do mundo por estar triste.

Haverá dias em que você vai se sentir tão imprestável que vai pensar em se atirar dentro de um caminhão de lixo junto com todos aqueles restos e dejetos que o mundo descartou, jogou fora.

Haverá dias em que só vai existir em você saudades, medo, tristeza, dor, angústia, solidão.

Haverá dias em que você estará tão caótica que o mundo parecerá um lugar extremamente organizado e simétrico e só você destoa desse padrão.

Haverá dias em que você vai querer acordar feliz, mas não vai conseguir. Você vai estar afundada em mágoa, em tristeza, em dor. Como foi no dia anterior, e no outro, e no outro. E como vai ser amanhã, depois e depois.

Haverá dias em que a tristeza será tamanha que você vai querer ficar pra sempre trancada no quarto sozinha, só chorando.

Haverá muitos dias ruins na sua vida. Talvez bem mais do que dias alegres. Mas tá tudo bem. Tá ok. Tá tudo bem porque pelo menos nisso você não está sozinha. Ao menos uma vez na vida você vê igualdade. Na dor somos todos iguais.


Luísa Bem Dal Pozzo

Estudante adoradora do cinema, da literatura, do teatro e da música. Por vezes, arrisca escrever um texto carregado de sentimentalismo (quase piegas, eu diria)..
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Luísa Bem Dal Pozzo
Site Meter