todo ouvidos

Todo ouvidos

Letícia Barroso

Na amplitude, um grão de areia que não sabe pra onde vai. Gosto de explorar, sou curiosa do bem, gosto de conhecimento, mas sou preguiçosa também. Amo música, mas não tenho talento, nasci pras artes, pra escrita e pro novo.

Somos todos Ted Mosby

A síndrome de Ted Mosby, paixonites eternas e o ponto que devemos chegar


high-five-robin.jpg A famosa série “How I met your mother” é mais que um sitcom qualquer. Ted, um dos personagens principais nos faz olhar no espelho e refletir sobre nossos defeitos e qualidades em muitos momentos da série. Ele procura incessantemente por coisas que até então parecem inalcançáveis para todas as pessoas que ainda não possuem super poderes.

A vida profissional de Ted é a famosa montanha russa, ele procura se preencher financeiramente, e quando finalmente consegue, procura então o preenchimento pessoal, o que torna a procura pelo emprego dos sonhos cada vez mais intensa. Ted passa por momentos de angústia e desilusão, passa por imensas alegrias e dolorosas pancadas de realidade. O jovem arquiteto procura soluções, e, muitas delas parecem não fazer sentido nenhum para quem está ao seu redor.

Enquanto tenta se estabelecer profissionalmente em Nova Iorque, Ted ainda se aventura amorosamente. Diferentemente do seu fiel escudeiro, Barney, ele procura um relacionamento duradouro, com uma mulher que queira ter filhos e cachorros. Mas, como sabemos, o leite só ferve quando saímos de perto. Ted tenta várias vezes, tenta mais um pouco, até que, ainda no começo da série conhece aquela que irá perseguir seu coração até os últimos episódios.

Robin é jornalista e nunca pensou em ter filhos. Mora sozinha e é canadense. A moça então conquista Ted já nos primeiros encontros. Inesperadamente ele diz que a ama, fazendo-a ficar embasbacada. Robin tenta fugir e Ted começa a viver a famosa fossa por causa de sua donzela.

Após idas e vindas, encontros e desencontros, Robin e Ted se tornam amigos próximos, saem constantemente com o resto da turma com a promessa de que não há nenhum sentimento entre eles. No decorrer dos episódios tudo acontece ambos namoram outras pessoas, e chegam até a dividir apartamento.

O ponto é: para Robin tudo andava bem e até que Ted mais uma vez revela seu sentimento por ela. Robin era do tipo paixão que nunca morre para Ted. Sabe aquela pessoa que não importa quantos passem por sua vida, quantos beijos você dê, quantas festas você, e quantas juras você faça, ela nunca sairá de dentro de você?

Existem pessoas que têm o poder de te manter em um casulo, como se não existisse nada além que combinasse com você. Robin era essa pessoa para Ted. Não importa com quem ele esteja falando, o rosto de Robin sempre aparecerá, o nome de Robin sempre estará na ponta de sua língua. Mas, assim como na vida real, a própria Robin nunca estará, e, provavelmente nunca vai querer estar naquele lugar que foi incumbido a ela. Não por maldade, por escolha da vida.

Ted Mosby também tem defeitos, e assim como nós, encontrou alguém que quisesse estar onde ele estivesse. Alguém que quisesse um casamento, filhos e cachorros como ele. Ted Mosby conseguiu chegar não no ponto que sonhou, mas no ponto que ele tinha que chegar para ser feliz.


Letícia Barroso

Na amplitude, um grão de areia que não sabe pra onde vai. Gosto de explorar, sou curiosa do bem, gosto de conhecimento, mas sou preguiçosa também. Amo música, mas não tenho talento, nasci pras artes, pra escrita e pro novo..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Letícia Barroso
Site Meter