transbordar

Porque há pessoas, pensamentos e sentimentos controversos.

Erica Marques

Paraense, jornalista, louca por séries e apaixonada por filmes. Escorpiana, tenta ser meiga, acredita ser romântica e na mudança através das obras cinematográficas e da leitura.
E tem como regra da vida: "Tudo o que você faz importa".

Up: um filme de criança feito para adultos

A animação mostra que diariamente vivemos altas aventuras e muitas delas não precisam ser mirabolantes.


up3.jpg

Filmes de animação quase sempre são classificados para o público infantil por serem cheios de magia, cores e muita, muita música. Porém, digo que Up – Altas Aventuras (2009) é voltado para adultos.

A justificativa desse pensamento? Basta assistir os 10 minutos iniciais do filme. As primeiras cenas explicam de um modo resumido e brilhante a vida de Carl Fredricksen junto de sua esposa, Ellie, e as aventuras que viveram juntos.

Impossível não ficar com os olhos marejados ao final desse trecho ou, pelo menos, se perguntando o que mais de incrível está para acontecer. E, sim, pode acreditar que mais coisas incríveis vão, com certeza, acontecer.

Com o tempo, Carl se torna um típico velho ranzinza e um dos motivos foi não ter conseguido fazer com que seu grande amor tivesse vivido as aventuras que sempre desejou.

Por isso, depois de alguns problemas que resultam em uma ordem judicial, algo inesperado acontece e Carl parte rumo ao Paraíso das Cachoeiras, lugar que Ellie sempre quis conhecer.

Logo no começo de sua mais nova aventura, Carl se depara com Russel, um menino que sonha em ser um grande explorador e torna-se o seu mais novo companheiro.

Desse modo, a história continua com situações surreais, como cachorros falantes - dando destaque para o atrapalhado e adorável Dug -, o encontro com uma narceja gigante, momentos inesperados e fugas alucinantes.

Up – Altas Aventuras é um filme tão magnífico que prefiro não dar spoiler, pois acredito que todos devem se emocionar, rir, se assustar e, principalmente, se surpreender com cada cena. E completo dizendo que é um filme que diverte as crianças e ensina os adultos. Como nos ensina?

Ensina mostrando detalhes importantes de uma vida a dois, como a certeza da premissa que quando se ama, não importa se o outro é igual a você, em jeito ou fisicamente; a importância de estar junto nos grandes e pequenos atos; de lembrar que os momentos ruins acontecem, tornando o apoio algo fundamental; e que o “para sempre” existe sim. Não importa se dura uma vida inteira, alguns anos, meses ou até semanas. O que importa é se o amor e a vivência foram verdadeiros.

Além disso, Up mostra que diariamente vivemos altas aventuras e muitas delas não precisam ser mirabolantes. Pois viver bem não significa somente realizar uma grande viagem. Mas de se entregar, viver, ter coragem de conhecer coisas novas, ler livros novos, ter a força de superar obstáculos. Enfim, fazer coisas que dentro de nós, nem em nossos pensamentos, jamais faríamos.

São atos pequenos que alimentam nossa vida com histórias e aprendizados. É lembrar que assim como o medo, a força de viver também está dentro de nós. Só precisamos querer olhar o nosso próprio mundo exterior.

Pois como diz o ídolo de Carl e Ellie, o explorador Charles Muntz: “A aventura está lá fora”.


Erica Marques

Paraense, jornalista, louca por séries e apaixonada por filmes. Escorpiana, tenta ser meiga, acredita ser romântica e na mudança através das obras cinematográficas e da leitura. E tem como regra da vida: "Tudo o que você faz importa"..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/cinema// //Erica Marques