um abraço para o mundo

A vida é uma porta sem tranca e uma janela sem tramela

Frederico Tomazetti

Nasci Gaúcho, fui adotado por Minas Gerais, programado computadores para ganhar a vida e escrevo para alegrá-la.

Doze compassos e um Blues

Durante décadas o ritmo embalou a vida de muitos jovens pelo mundo, hoje o Blues anda meio triste e sumido, parece que voltou para o mesmo lugar de onde saiu. Mas ouvir um Blues deixa seu dia mais alegre, dá vontade de dançar. A alma então Blue torna-se happy!


underfoot.jpg

O toque é característico, o ritmo é pulsante, seja ele mais lento ou mais dançante, não importa! O Blues é facilmente identificado logo nos primeiros acordes.

Ele começou nos EUA, com a música negra americana, dentro das famosas igrejas protestantes e sua marca registrada não foi apenas a batida característica, o compasso quaternário e a melodia cíclica em doze compassos, mas a voz marcante de seus intérpretes. B. B. King - The King of the Blues - Talvez seja o mais marcante de todos estes intérpretes. Mas citar nomes não seria justo com aqueles que ficassem de fora de uma breve lista de vozes poderosas do Blues.

Os anos 1960 e 1970 foram o auge do Blues no mundo e aos poucos ele foi deixando os holofotes mas nunca deixou de influenciar as novas gerações de compositores, instrumentistas e cantores. Afinal, o músico que nunca tocou um blues que sole a primeira pentatônica!

Outra característica muito intensa no Blues está na mensagem de protestos e lutas, principalmente dos negros e escravos e da vida árdua que eles levam. As letras com foco na revolta e na luta das minorias (ou maioria numérica e oprimida?) contra os donos do poder e opressores faz com que o Blues sobreviva até hoje e influencie muitos novos talentos pelo mundo todo.

A foto inicial deste artigo é da banda Trampled Under Foot, embora eles tenham se separado há pouco tempo, pode-se dizer que é um Blues comteporâneo, com a mesma potência vocal e ritmo característico do estilo consagrado mundialmente pelo Rei B. B. King.

O Brasil também não deixa a desejar quando o assunto é Blues. Se o ritmo começou dando voz aos amordaçados negros americanos, hoje ele dá voz a outro tipo de luta tão relevante quanto a primeira.

Confira o Blues do link abaixo da banda paulista Dudé e a Máfia em parceria com o projeto Entre rodas e batom:

Batom Blues - Dudé e a máfia (Youtube)


Frederico Tomazetti

Nasci Gaúcho, fui adotado por Minas Gerais, programado computadores para ganhar a vida e escrevo para alegrá-la..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// @obvious, @obvioushp //Frederico Tomazetti