Samira Calais

Representatividade na TV

Você já precisou parar para pensar sobre o que é representatividade? Não se enxergar positivamente num local como a TV faz com que meninas e meninos vejam sua representação como algo ruim, sem possibilidades.


Se eu te perguntar quais eram suas referências na TV quando você era criança e adolescente, você vai lembrar de muitas opções? Você já precisou parar para pensar sobre o que é representatividade?

Lembro da minha mãe me dizendo que eu tinha a cor da Camila Pitanga. Lembro também de querer ser Paquita e da alegria quando vi que a Bombom entrou para o elenco do programa da Xuxa – sem ser Paquita. Amava as Chiquititas, mas não queria gostar só da Pata e nas Spice Girls tinha a Mel B, cheia de personalidade.

Eu ainda não fazia ideia de que era uma menina negra e só fui entender isso muitos anos depois, mas ali eu já entendia que a maioria das mulheres que apareciam na TV não se pareciam comigo.

A representação dos negros e negras na TV quase sempre passa por um universo de servidão: empregadas, porteiros, seguranças ou então por personagens estereotipados, como traficantes e mulheres barraqueiras. Nas propagandas, demorou dezenas de anos para perceberem que os negros também consomem e que se ver no produto é uma forma de aumentar as vendas. Nas novelas ainda é muito difícil colocar pessoas negras em profissões comuns, como eu sou escritora, como meu amigo é publicitário, como minha amiga é professora e a outra amiga é enfermeira. Nos telejornais comemoramos a cada negra que passa a ocupar a bancada ou quando vai comentar sobre economia.

Não se enxergar positivamente num local como a TV, que constrói o real e está presente diariamente em todos os lares do país, faz com que meninas e meninos vejam sua representação como algo ruim, sem possibilidades. A TV reflete os valores das classes dominantes e a ausência de pessoas negras reforça os pensamentos negativos na construção identitária do povo preto.

Para seguirmos a reflexão, me conta. Quais eram suas referências na TV?

Em tempo: essas aí da foto são duas das patricinhas mais famosas da TV, Hillary Banks e Dionne, das Patricinhas de Beverlly Hills. E vê-las me ajudou a entender que poderia existir diversidade nas meninas que se pareciam comigo.

InShot_20201111_202355659.jpg

Fotos: Getty e Paramount Pictures


version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Samira Calais