um docê de pimenta

Mudanças e emoções: difíceis entender, possíveis de sentir

Renata Carvalho

Pequena, cheia de sonhos para realizar e emoções para dividir! Autora do blog: Um d'ocê de pimenta "www.umdocedepimenta.wordpress.com"

Cidades ou pessoas de papel?

Não crie muitas expectativas sobre algo ou alguém, assim não se decepcionará, no mínimo ficará satisfeito (ou não) com o que isto resultará, afinal é para frente que se anda e se for com emoção é melhor ainda!


cidade-de-papel.jpg

Mesmo autor do livro e filme “A Culpa é das Estrelas”. John Green, lançou "Cidade de Papel" (Paper Towns - no original) em 2008 nos Estados Unidos. O filme teve sua estreia em 2015, é uma livre adaptação do livro que envolve alguns mistérios, lugares que aparecem nos mapas, mas não existem e o modo exagerado como idealizamos as pessoas por quem estamos apaixonados. No filme, Quentin Jacobsen (Nat Wolff) tem uma paixão platônica por sua vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Em uma certa noite a garota invade seu quarto e o convida para participar do seu plano de vingança. Após isso, na manhã seguinte, Margo desaparece e assim começa o mistério do filme, a busca por Margo.

Não li o livro e fui sem expectativa sobre o filme. Claro que um filme nunca terá exatamente o que está detalhado no livro, mas gostei do que o autor tentou passar. Não crie muitas expectativas sobre as coisas e assim não se decepcionará, no mínimo ficará satisfeito (ou não) com o que isto resultará, afinal é para frente que se anda e se for com emoção é melhor ainda! Me senti assim com o filme “Cidades de papel” cujo o autor John Green, apresentou algumas frases entre os atores no decorrer do filme que nos leva a um mundo de histórias e amadurecimentos sobre nosso milagre chamado vida.

Você precisa se perder antes de se encontrar. Em algumas situações, as regras devem/precisam ser quebradas, a vida em linha reta pode não ter tanta emoção. É necessário ter seus altos e baixos para que possamos aprender a valorizar cada etapa da vida, e isso está diretamente ligado aos lugares, a família, as tomadas de decisões, aos estudos, aos sonhos e principalmente todas as pessoas que entraram, saíram e as que permanecem em nossas vidas até o dia de hoje. Quando desejamos muito algo, criamos expectativas em cima disso, qualquer tipo de atitude já entendemos como um sinal de que é possível! E porque não? Somos seres humanos buscamos por nossa felicidade, queremos o melhor que a vida pode nos oferecer e nem sempre o melhor está onde ou com quem pensamos, talvez só estejamos ansiosos demais. Sentimentos platônicos ou não, mas que todos já vivenciados em alguma etapa de nossas vidas, somos capazes de idealizar algo que gostaríamos que fosse real. Viva um dia de cada vez, da melhor forma possível! Felicidade não é só está com alguém. Precisamos ser felizes estando em nossa própria companhia para depois compartilharmos isto, transbordando assim o que já existe de mais verdadeiro em nós, melhorando o nosso ser.

cidades-de-papel-pôster-nacional-blah-cultural.jpg

De perto tudo fica mais feio.” Mesmo que seja por uma felicidade momentânea apostamos as fichas, damos a cara a tapa, arriscamos, nos jogamos de cabeça, agora vai! Sim, isso é normal, Que atire a primeira pedra quem nunca criou expectativas sobre alguém e se decepcionou amargamente com isso.

Arrisque-se. O segredo é saber que é preciso termos vários desencontros, algumas frustrações, sem muitas expectativas. Vamos nos perder muito antes de nos encontrar ou antes de sermos encontrados!!! Tudo acontece quando menos se espera.

“Você deveria sentir sempre o coração acelerado de emoção.” Todos merecemos ser felizes! Para isso será preciso arriscar muito seja em cidades ou com pessoas de papel, vai ralar um pouco os joelhos, tropeçar em algumas pedrinhas, mas terá a certeza que viverá intensas emoções e depois verás o quanto amadureceu! Só assim irá se encontrar e descobrir o quanto já é feliz até aqui.

“Todos nós possuímos um milagre. Então, qual é o seu milagre?”


Renata Carvalho

Pequena, cheia de sonhos para realizar e emoções para dividir! Autora do blog: Um d'ocê de pimenta "www.umdocedepimenta.wordpress.com" .
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/cinema// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Renata Carvalho