Giseli Rodrigues

Especialista em Leitura e Produção de Textos, Gestão de RH e Gestão Empresarial. Psicóloga em formação. Viciada em livros, viagens e chocolate. Fã de José Saramago e Almodóvar. Gosta de Arte Abstrata e rabisca com frequência. Tem um filho, escreveu um livro e plantou uma árvore. Mais textos podem ser encontrados em http://amorcronico.wordpress.com

  • corredores1.jpg
    A corrida é a metáfora da vida

    Assim como na vida, em alguns momentos vai ser necessário diminuir o ritmo e até desistir de uma distância ou outra. Mas, por mais que demore, sempre alcançaremos nossos objetivos se nos dedicarmos e confiramos em nós mesmos.

  • relogio1.jpg
    O que você faz nas horas vagas?

    As horas que você desperdiçou não voltam mais.

  • casal-ao-telefone.jpg
    Assuma a sua responsabilidade

    Esteja de coração. Ou não esteja. Isso é ser responsável e comprometido. Com você mesmo e com o outro.

  • amizade.jpg
    Cuide da saúde: tenha relacionamentos saudáveis

    Tenha a seu redor pessoas que torcem por você, que te dão apoio em momentos de crise, que te acompanham, que te ouvem, que querem lhe ver bem. Sua saúde agradece.

  • pascoa.jpg
    A crueldade das datas comemorativas

    Aproveite todas as datas como julgar mais conveniente para você. E deixe que os outros façam o mesmo, a seu modo.

  • parede2.jpg
    É autocuidado ou medo de amar?

    Todas as pessoas que amaram já sofreram alguma vez. Já se desiludiram, já se decepcionaram, já se magoaram, já foram traídas, já foram abandonadas, já foram enganadas. É perfeitamente compreensível que tenham medo de se entregar novamente, que tenham mais cuidado, que pensem melhor antes de se envolver.

  • luto1.jpg
    A vida sem mãe

    Minha mãe morreu, mas o amor que sinto por ela permanece vivo. Quando a dor se transformar apenas em saudade eu espero ter a força que ela tinha para espalhar amor por aí. E ajudar a transformar o mundo num lugar menos insano, violento e odioso. Em meio a tanta tristeza eu reconheço o privilégio ter tido uma mãe como ela.

  • autodestruicao.jpg
    Os danos da impulsividade

    Se suas decisões causam mais mal-estar do que prazer, se constantemente se arrepende de determinada ação e percebe que seus objetivos poderiam ser alcançados se agisse de maneira mais ponderada, mude. Sempre é tempo de parar e recomeçar a caminhada de uma maneira diferente.

    Não seja sua própria destruição.

  • edu-lauton-71055.jpg
    Goste de quem gosta de você

    Se você chora mais do que sorri, dá mais do que recebe e só se prejudica nessa relação, repense. Goste mais de você do que do outro, porque você é a única pessoa que ficará do seu lado até o fim.

  • home-cleaning.jpg
    Casamento e afazeres domésticos

    Viver a dois se torna mais leve, fácil e prazeroso quando ambos se responsabilizam pela casa que vivem, a dinâmica da rotina, a educação dos filhos, a divisão de tarefas.

  • photo-1521261902538-aa0e10a26cfb.jpg
    Amar não é precisar

    A maior felicidade em um relacionamento é reconhecer que não precisa do outro e estar preso por vontade, por amor, por prazer. Para fazer o outro feliz é preciso estar feliz também.

  • fim2.jpg
    Discuta sem ferir

    Quando há um casal só há vitória se vencem os dois. Até numa briga.

  • Casal-de-idosos.jpg
    Amor para a vida toda

    Preocupe-se em viver o melhor a sua relação agora. Só desta forma todos os dias serão únicos e, quando olhar para trás, terá vivido toda sua vida ao lado do seu amor. Do jeito que sempre sonhou.

  • photo-1489389944381-3471b5b30f04.jpg
    Geração Internet

    Não acredite naqueles que, com discurso pessimista, acreditam que isso não é bom e que o mundo foi melhor um dia. Até porque, não há como voltar atrás.

    Desarme-se. Um novo mundo já começou.

  • violencia31.jpg
    Relações violentas

    O amor precisa fazer bem. Não pode deixar cicatrizes no corpo nem na alma.