Giseli Rodrigues

Especialista em Leitura e Produção de Textos, Gestão de RH e Gestão Empresarial. Psicóloga em formação. Viciada em livros, viagens e chocolate. Fã de José Saramago e Almodóvar. Gosta de Arte Abstrata e rabisca com frequência. Tem um filho, escreveu um livro e plantou uma árvore. Mais textos podem ser encontrados em http://amorcronico.wordpress.com

Para o amor dar certo

Os casais felizes não têm nada de especial nem excêntrico e, certamente, não sabem dar dicas de amor perfeito a ninguém. Estão lá, vivendo suas vidinhas pacatas, planejando o cotidiano, pensando em se tornar pessoas melhores para serem melhores para o outro. Escolhendo, todos os dias, estar ao lado da mesma pessoa. Porque não é o amor que faz o relacionamento dar certo, são as pessoas que decidem que o amor vai dar certo. E dá.


casalfeliz.png

Relacionamento não é coisa simples, porque, definitivamente, lidar com pessoas não é tarefa fácil. Cada um de nós, à sua maneira, é um ser complicado, cheio de manias, que pensa de maneira muito diferente daqueles que os cercam – incluindo familiares próximos, como os irmãos que conviveram juntos a vida toda e tiveram a mesma educação.

Há quem diga que o mundo tornou-se superficial, os relacionamentos efêmeros e que as pessoas estão sem paciência para lidar com as adversidades de uma relação a dois. Mas, pensando nos relacionamentos que existiam no passado, fico feliz que hoje as pessoas possam optar por estar sozinhas ou acompanhadas ou trocar de parceiro.

Acredito na máxima de que é melhor estar sozinho do que mal acompanhado e de que as pessoas não precisam encontrar um par amoroso para vida ganhar sentido. Temos que ser felizes por nós mesmos, independente de qualquer coisa. Por isso mesmo é fascinante que com tanta liberdade ainda existam aqueles que escolham permanecer ao lado de alguém e, mais do que isso, é feliz com aquela pessoa.

Contrariando as expectativas mais pessimistas, muitos relacionamentos estão aí para provar que o casamento não é uma instituição falida. São muitos os insanos neste mundo dispostos a embarcar numa vida em conjunto, sonhando em morar junto, pensando na pessoa amada enquanto trabalha e planejando uma vida com ela.

Mas, o que faz alguns relacionamentos darem certo e outros não? O que é uma relação que deu certo? Porque, convenhamos, estar juntos há muitos anos sem que haja respeito, em que há agressão física e verbal, em que as pessoas são controladas e não têm liberdade para nada, não é uma relação que deva ser caracterizada como uma que deu certo.

Não existe receita, fórmula, passe de mágica, regras, roteiro ou coisa que o valha para fazer o amor dar certo. Para viver um relacionamento feliz. Para desejar estar ao lado de alguém durante muito tempo. Para desejar a mesma pessoa todos os dias. A não ser a vontade de fazer dar certo.

O problema é que não adianta apenas um se esforçar. É preciso, necessário, urgente e fundamental que os dois estejam convictos de que a relação que constituíram é importante e devem prezar por ela. Se apaixonar pode não ser uma escolha consciente, mas viver uma relação amorosa deve ser.

Os casais felizes não têm nada de especial nem excêntrico e, certamente, não sabem dar dicas de amor perfeito a ninguém. Estão lá, vivendo suas vidinhas pacatas, planejando o cotidiano, pensando em se tornar pessoas melhores para serem melhores para o outro. Escolhendo, todos os dias, estar ao lado da mesma pessoa. Porque não é o amor que faz o relacionamento dar certo, são as pessoas que decidem que o amor vai dar certo. E dá.


Giseli Rodrigues

Especialista em Leitura e Produção de Textos, Gestão de RH e Gestão Empresarial. Psicóloga em formação. Viciada em livros, viagens e chocolate. Fã de José Saramago e Almodóvar. Gosta de Arte Abstrata e rabisca com frequência. Tem um filho, escreveu um livro e plantou uma árvore. Mais textos podem ser encontrados em http://amorcronico.wordpress.com .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Giseli Rodrigues