Giseli Rodrigues

Especialista em Leitura e Produção de Textos, Gestão de RH e Gestão Empresarial. Professora. Escritora. Viciada em livros, viagens e chocolate. Fã de José Saramago e Amodóvar. Gosta de Arte Abstrata e rabisca com frequência. Tem um filho, escreveu um livro e plantou uma árvore. Mais textos podem ser encontrados em http://amorcronico.wordpress.com

Não deixe para depois

Não deixe para depois. Pode ser que a vida lhe sorria e dê uma segunda oportunidade. Mas na maior parte das vezes ela não dá.


viagem.jpg

Dia desses li uma postagem no facebook de um rapaz que procurava uma moça que viu no metrô. Ele descreveu a roupa que ela vestia, disse que trocaram olhares, afirmou estar apaixonado e pediu que compartilhassem a mensagem para que ele a encontrasse. O post viralizou e você também deve ter lido.

Eu, canceriana romântica, achei muito fofo. E, se ele ainda não a encontrou, desejo que a encontre. Imagina se eles conseguem se encontrar e vivem uma relação bonita? Não seria uma história muito bacana para contar depois? Mas a primeira coisa que pensei quando li o post foi: por que ele não foi falar com ela?

Pode ser que ele não tenha tido oportunidade, claro. E, ao invés de deixar por isso mesmo, tomou a iniciativa de procurar pela mulher que achou interessante. Simplesmente não sei. Mas sei que muitas pessoas perdem uma oportunidade, e depois se arrependem, pelo simples medo de tentar. Medo de se expor ao ridículo. Medo de demonstrar o que sente. Medo de levar um não. Medo de ser inconveniente. Ou até mesmo medo de se apaixonar.

Quando se trata de relacionamento amoroso vemos muitas pessoas desistindo antes de tentar. Esperando o outro ligar. Fazendo joguinhos para não demonstrar o que sente. Lutando para não se apegar quando tudo que queria era um lugar para repousar. Por que a vida precisa ser complicada? Por que relacionamentos têm de ser difíceis? Quem inventou que o amor é um jogo e temos que aprender a jogar?

Tem interesse em alguém? Convide para sair. Viu uma pessoa interessante? Puxe assunto. Estão ficando e quer namorar? Peça em namoro. É namoro e você quer casar? Pergunte logo: aceita casar comigo? Dê o próximo passo. Seja claro em relação às suas intenções. Demonstre o que sente. O máximo que vai acontecer é você levar um não. E, por mais doloroso que isso seja, é melhor saber logo do que perder tempo imaginando uma relação que nunca existirá.

Tudo se torna mais simples quando os sentimentos estão claros e as atitudes são transparentes. Quando você sabe o que sente e está se envolvendo com alguém que quer estar com você. Alguém que não hesita, não fica enrolando, não inventa desculpas e sabe o que quer.

Portanto: não deixe para depois. Pode ser que a vida lhe sorria e dê uma segunda oportunidade. Mas na maior parte das vezes ela não dá.


Giseli Rodrigues

Especialista em Leitura e Produção de Textos, Gestão de RH e Gestão Empresarial. Professora. Escritora. Viciada em livros, viagens e chocolate. Fã de José Saramago e Amodóvar. Gosta de Arte Abstrata e rabisca com frequência. Tem um filho, escreveu um livro e plantou uma árvore. Mais textos podem ser encontrados em http://amorcronico.wordpress.com .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Giseli Rodrigues