uma nova perspectiva

A arte de olhar os detalhes

Mel Biaso

formada de inspirações, idealizada de sonhos. Acredito que nós leitores somos psicólogos dos grandes escritores.

A última flor do lácio

Nosso conhecido e ilustre poeta brasileiro Olavo Bilac (1865 – 1918) já dizia em um de seus poemas “língua Portuguesa” da última flor do lácio. É comum por nós usarmos a expressão em nosso dia a dia. Porém muita gente ainda não sabe do que realmente se trata a tão usada expressão.


borboletadepalavras 02 .jpg

Nosso conhecido e ilustre poeta brasileiro Olavo Bilac (1865 – 1918) já dizia em um de seus poemas “língua Portuguesa” da última flor do lácio. É comum por nós usarmos a expressão em nosso dia a dia. Porém muita gente ainda não sabe do que realmente se trata a tão usada expressão. O poeta retrata em seu primeiro verso “a última flor do lácio inculta e bela”, se referindo ao nosso idioma português como a última língua derivada do latim vulgar falado no lácio, que é uma região da Itália. As línguas latinas também chamadas de neolatinas ou românicas também se originam do latim e são elas as mais faladas e conhecidas: Italiano, Espanhol, Francês e Português. Já o termo “inculta” se refere ao latim vulgarmente falado por camponeses, soldados e as classes mais populares, que assim se diferenciava do latim clássico falado por pessoas de classes superiores. Para Olavo Bilac nosso idioma ainda continuava a ser belo mesmo originando de uma linguagem popular. Não conhecer a raiz cultural brasileira é marca registrada de nosso povo, enaltecemos muito a cultura exterior e esquecemos que nosso Brasil mesmo sendo um páis novo em relação aos países europeus tem uma rica e invejável cultura, diversidade, literatura e por aí vai... Cometemos uma falta grande quando desmerecemos nossa história, como amante da nossa literatura sinto uma enorme tristeza em vê-la tão esquecida.

lingua portuguesa 01.jpg

Não aprendi na escola primária o que era a última flor do lácio, mas com certeza aprendi a criar amor pela nossa língua, e esse amor cresce a cada dia que leio um livro de escritores brasileiros, ou até mesmo abro a internet pra saber um pouco mais da nossa história e das nossas raízes, pois é legal saber de notícias do cotidiano, assistir a telenovelas que estão bombando em nossa TV, mas assim como nós, o nosso país e nosso idioma, eles também tem uma árvore genealógica. Hoje com a tecnologia, queremos cada vez digitar mais rápido, começamos a abreviar palavras e isso vai mudando nossa forma de escrita, de leitura e até nossa interpretação de texto, estamos preguiçosos para pensar, ficou comum as pessoas olharem textos maiores e darem aquela passada de olho superficialmente por preguiça de ler, ou perda de tempo que possa demorar, enquanto outras coisas estão acontecendo ao redor. lingua portuguesa 03.jpg

É sabido por todos nós que a nossa língua portuguesa é umas das mais difíceis de ser compreendida, se não for a mais! Nascemos escutando e aprendemos a falá-la em algum tempo, cabe a nós tratá-la com carinho e aprimoramos na eloquência e nosso conhecimento a cerca desse idioma que é tão rico e tão diversificado e ainda por cima goza de uma palavra só dela, a tão usada “saudade”. Portanto torço que as pessoas se apaixonem mais pela nossa cultura, nossa história, nossa língua, nossas tão preciosas raízes que por muitos são deixadas de lado e caem no esquecimento diante de tanta modernidade e desuso, afinal como saber quem realmente somos senão sabemos nossa história?!


Mel Biaso

formada de inspirações, idealizada de sonhos. Acredito que nós leitores somos psicólogos dos grandes escritores..
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Mel Biaso