uma nova perspectiva

A arte de olhar os detalhes

Mel Biaso

formada de inspirações, idealizada de sonhos. Acredito que nós leitores somos psicólogos dos grandes escritores.

Oscar Wilde, a dramaturgia e suas várias facetas

Nos dias de hoje nos falta dramaturgia, nos falta profundidade e sobra superficialidade, falta olharmos a dramaturgia com um pouco mais de sensibilidade.


literatura-.jpg

A dramaturgia consiste em criação de personagens, o ambiente das cenas, a própria história, enredo, o enlace e desenlace de obras fictícias. Obras essas que surgem de um fundo minimalista de uma vida idealizada de escritores que criam tais obras na perspectiva de viverem a tão sonhada vida que não lhe é possivel realizar.

Oscar Wilde, britânico, irlandês, consagrado exímio dramaturgo, conhecido por ter uma vida social bastante agitada, sendo logo carcterizado por suas atitudes extravagantes. O que possamos observar de comum entre a dramaturgia e a vida do escritor? Em um olhar mais profundo penso que por trás de mãos que escrevem incessantemente, existe um coração de escritor que sofre na calada do tempo, e muitas das vezes é incapaz de se abrir ao mundo que lhe é dado, proporcional a vida que se leva. Dramaturgia tem um prefixo "drama" que exprime aquilo que o dramaturgo talvez viva consigo mesmo e carregue ao longo dos anos que estão sendo vividos. Abrangendo o pensamento as marcadas frases de ironia, sarcasmo e cinismo de Oscar Wilde são o retrato de seu ponto de vista sobre seu meio social e a realidade que não só ele, mas todos os que lhe rodeavam viviam.

O que a dramaturgia do século XIX tem a nos ensinar para colocarmos em prática nos dias atuais? Nos falta um pouco de drama em nossas vidas, nos falta atenção ao olharmos e conhecermos nosso "eu", nos falta precisão ao nos conectar com o mundo e a sociedade que está ao nosso redor. O século XXI passa por uma fase de pós modernismo, que influencia diretamente nossa maneira de agir, pensar, em que somos corruptos com nossos próprios sentimentos ao ocultar na tentativa de bular-lhos para que se evite sofrimento. Por que não sofrer e deixar esse drama brotar em nossos corações? como todos os sentimentos o drama também tem o seu lado bom, o lado que nos ensina a viver, que ensina a lidar com nosso ambiente social e nosso "eu interior". Falta dramaturgia nos dias de hoje, falta interpretação, falta profundidade, e sobra superficialidade, falta nos entregarmos a nós mesmo e nossos sentimentos assim como fazia escritores como Oscar Wilde. Falta o drama de dramaturgia, faltam valores. Por que não praticarmos a dramaturgia da vida? Já se perguntou quanto drama está recluso dentro do interior de pessoas fechadas que não sabem como se expor? Onde está o drama nos dias de hoje? Quem o pratica?

Analisando os costumes do século XIX e comparando com o século XXI podemos compreender que há uma discrepância na relevância da literatura, e da arte. Anteriormente se praticavam tais atividades com o sentimento, uma poesia era muito mais que uma simples poesia, ali existia uma mensagem, o sofrimento ou alegria de quem a criou, exprimia o amor ou o ódio, alegria ou tristeza, não eram apenas palavras arremessadas contra um papel seguindo um enredo. Elas possuiam conteúdo.

size_960_16_9_literatura.jpg

Passando por dias atuais o pós modernismo atrelado a uma globalização mundial, tudo é efêmero, passageiro, não só a arte, a literatura, mas todas as pessoas que se encontram em meio social perdem o valor muito facilmente, se tornam obsoletas. E sim! A literatura e a arte exercem forte influência sobre esse rumo que a sociedade está tomando. A falta de interesse de pessoas por tais atividades e a forma que essas são feitas, a falta de qualidade de certos trabalhos deixam a desejar para os leitores que acabam desinteressados por tal tipo de arte, o que acaba se perdendo ao longo dos anos que vão se passando e caindo em esquecimento ou até mesmo em desuso.

libros-640x300 3.jpg

Portanto que seja mais usual, corriqueiro, e cotidiano tanto a dramaturgia literária quanto a dramaturgia de nossas vidas, olhar por um outro ângulo, mudar a perspectiva, observar mais a fundo expressões, passar a se aprofundar não só na literatura e na dramaturgia, mas também no drama que nós nos encontramos nos dias de hoje. Estabilizar o olhar e pensar sobre ele também é uma forma delibeiradamente de interpretarmos os dramas que o mundo está passando. Se as pessoas passassem a fazer uma análise mais demorada sobre a vida, o mundo, a arte, literatura e os minimos detalhes, talvez levariam mais em conta a importância, a relevância de tais artes em nosso dia a dia e no mundo comtemporâneo. A literatura é uma arte. A arte de se expressar através da linguagem, da escrita, da gramática, das figuras de linguagem, e transformar esse MIX de sentimentos em hitórias, em teatro, em diversão, em comédia, cinema, e fazer disso a arte de inspirar pessoas que leem e assistem. Fazer desses sentimentos primitivos do autor de uma obra literária que podem virar alegria, podem abrir caminhos, podem renovar esperanças, podem renovar o espírito dos que aproveitam dessa arte, que sabem usar com proveito para a vida, que usam de aprendizado. Uma coisa eu tenho a dizer aos artistas da literatura: Vocês tem a arte de fazer qualquer ser humano acreditar que o caminho é a leitura. Sentimentos se transformam em palavras, palavras se transformam em ideias, ideias formam um texto, um texto se converte em histórias, histórias vão se transformar em sentimentos que sua vez vão se transformar em ações que podem mudar o mundo. O ciclo da literatura é a favor de nós e do mundo! A literatura é o caminho do bem! Que tal praticarmos mais a literatura e a dramaturgia da vida?


Mel Biaso

formada de inspirações, idealizada de sonhos. Acredito que nós leitores somos psicólogos dos grandes escritores..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Mel Biaso