uma nova perspectiva

A arte de olhar os detalhes

Mel Biaso

formada de inspirações, idealizada de sonhos. Acredito que nós leitores somos psicólogos dos grandes escritores.

Vamos nos permitir

Precisamos nos libertar, nos permirtir, permitir sermos leves com as as responsabilidades cotidianas, ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa não é um projeto de vida, é apenas um trajeto.


indecisao 04 .jpg

Hoje em dia é tanta responsabilidade, é tanto horário, temos hora marcada pra tudo, pra comer, pra irmos à academia, à faculdade, ao trabalho, hora de irmos pro banho, até a hora de finalmente deitar e dormir, temos o hábito da rotina encrustado em nós, regendo nossa vida, ansiamos pelo final de semana sem nos darmos conta que todos os dias da semana são iguais, só muda a forma que nós os administramos.

Frequentemente dispensamos convites para sairmos com os amigos em plena quarta-feira por receio que isso possa afetar nossos compromissos posteriores, esquecendo que nosso compromisso é com nosso bem estar, nossa felicidade, que hoje andam defasadas, esquecidas, postas em segundo, terceiro, quarto plano, e não são mais priorizadas. Precisamos nos libertar.

indecisao 05.jpg

Precisamos nos libertar, nos permirtir, permitir sermos leves com as responsabilidades cotidianas, ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa não é um projeto de vida, é apenas um trajeto. Deixamos os cinco dias da semana escorrer pelas nossos dedos como se eles fossem menos preciosos ao final de semana que são apenas dois. Deixamos pra sermos felizes apenas esses dias, porque administramos ele a nossa maneira, deixamos pra sair com os amigos, visitar a família, tomar um porre, fazer uma viagem, usar uma roupa nova nesses dias corridos que sem que enxergamos eles já se passaram e não deu tempo de fazermos nada que estava em nossa lista, e assim vamos adiando o que ficou para atrás e mais atrás esses vão ficando, pelo simples fato de não priorizarmos nossas vontades, nossas loucuras e anseios.

indecisao 07.jpg

Não estou aqui dizendo que temos que jogar tudo pro alto, virarmos pescadores de ilusões, até porque a realidade que vivemos em nosso país é muito diferente daquelas vidas de sonho de sair por ai mochilando e jogando tudo para alto, e a única preocupação é saber qual o próximo destino. Não, não é isso que quero dizer. Precisamos de uma ocupação rotineira, que exija esforço de nós mesmo, para podermos nos desafiar, isso é instigante, e nos faz crescermos muito, o que quero dizer é que precisamos administrar o nosso tempo mais especificamente os 5 dias da semana para que possamos encontrar nele o mesmo prazer que temos no final de semana, mesmo executando tarefas diferentes é importante que haja a habilidade de desempenhar da maneira mais coerente possível, para que tenha uma relação de necessidade e prazer entre nossa obrigação. Trabalhar enobrece nossa alma, Todo desafio nos impulsiona para frente, O que falta em nossos dias é estabelecer essa relação de prazer em nossos afazeres. Ecolher algo que se gosta sem se importar com o retorno financeiro que este irá lhe trazer é a melhor forma de viver os sete dias da semana em um eterno final de semana.


Mel Biaso

formada de inspirações, idealizada de sonhos. Acredito que nós leitores somos psicólogos dos grandes escritores..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/// //Mel Biaso