vamos falar sobre isso

Tudo o que ninguém quer falar.

Estêvão Reis

para saber sobre mim pegue um ônibus, venha até a minha casa e tome um café comigo.

Você me faz dar sorrisos bobos ao longo do dia

Meus sorrisos tímidos, no canto da boca, são por você. Espero que do lado de cá esteja te fazendo sorrir também.


sorrisobobo.png

Do nada chega uma mensagem sua e, mesmo durante um dia chato, você me inspira um sorriso tímido. No ônibus lotado, tento me conter: você fez mais uma vez aquela piadinha boba que eu sempre acho engraçada.

Andando pela rua, voltando pra casa, estava chovendo e Pabllo Vittar gritava que foi K.O. Você perguntou onde eu estava, se tava tudo bem. Meu coração se aquece em pleno inverno de São Paulo e afrouxo um sorriso, coisa de adolescente, por ler a sua notificação. O mesmo aconteceu outro dia, quando me despedia de você no ponto de ônibus perto de casa. Você sempre se desespera quando ele se aproxima e tento esconder meu sorriso admirando o seu jeito todo atrapalhado.

Você tem o poder de despertar meu lado simples e inocente. Desperta em mim o que nunca acordou e que talvez eu nem soubesse que vivia ali - meu sorriso bobo, meu arrepio. Minhas borboletas que sempre foram sonolentas.

E não é apenas por suas mensagens. Não é apenas por me lembrar da data em que nos conhecemos. Não é apenas por ter decorado o som que você faz ao dormir. Não é simplesmente por nos falarmos durante o dia todo, nem por às vezes me lembrar das histórias que você me conta sobre o seu sobrinho. É por tudo isso e um pouco mais.

Eu realmente não sei explicar o que eu sinto. Tem frio na barriga, aperto no peito, arrepio na espinha. Também tem amor e uma vontade enorme de te cuidar e ser cuidado. Venho colecionando momentos e coletando sorrisos. Guardando memórias de você - e isso me basta.

Não consigo mais ouvir o cachorro do vizinho latir sem que você apareça nos meus pensamentos. A sobremesa que eu sempre fiz sozinho agora também é sua. Tenho pela primeira vez um lado fixo na cama, e mesmo quando você não está aqui eu ainda assim sorrio. E isso acontece desde que eu percebi que você - e com você - era diferente. Não lembro quando essa ficha caiu, mas foi nesse momento em que entrei em combustão.

Eu, que tinha vergonha de sorrir, ainda tento entender como uma única pessoa é capaz de mudar o meu mundo, me fazendo ser dominado por uma alegria incontrolável ao ver seu nome na tela do meu celular. Você é minha notificação favorita, meu primeiro bom dia. Sempre deixo de lado minha vergonha quando te vejo esperando onde combinamos, com sua clássica jaqueta amarrada na cintura - e sorrio. Aperto meus lábios, não para me controlar, mas para que de alguma forma aquele momento se torne eterno e eu consiga absorver tudo de bom que estou sentido.

Meus sorrisos tímidos, no canto da boca, são por você.

Espero que do lado de cá esteja te fazendo sorrir também.


Estêvão Reis

para saber sobre mim pegue um ônibus, venha até a minha casa e tome um café comigo..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// //Estêvão Reis