varal de estrelas

Inspiração que transforma

Thainá Cunha

O que não nos mata, nos fortalece

Basta olhar em volta para perceber como o mundo precisa de pessoas mais resilientes, mais fortes e preparadas emocionalmente para enfrentar o dia-a-dia. Tudo, absolutamente tudo, que vivemos traz algum ensinamento importante sobre nós mesmos e sobre o mundo.


tumblr_lu7awaKSm21qfisj6o1_500.jpg Imagem: @godkiller

Resiliência é a capacidade do indivíduo de sair mais forte de situações adversas da vida. É através dessa capacidade que passamos por uma verdadeira transmutação e somos capazes de levantar e andar melhor após nossas quedas.

Esse conceito surgiu originalmente na física e na engenharia, onde descrevia a capacidade de um material recuperar sua forma original após ser submetido a uma pressão deformadora e se tornou popular com a crise.

Para mim, a resiliência não tem a ver apenas com a superação de momentos difíceis, mas também com uma boa dose de amadurecimento e aprendizado. Quando você identifica um momento difícil, lida com ele da melhor forma possível e se permite crescer ainda mais após essa experiência.

Segundo estudos científicos, ser resiliente nos torna mais felizes e mais inteligentes emocionalmente. Não é à toa que histórias de pessoas que venceram o câncer (ou outro momento difícil) e se transformaram em alguém melhor, mexem tanto com a gente. É muito bonito ver alguém ser lapidado pela vida e brilhar mais.

Mas também não é tão fácil assim exercitar a resiliência. Temos uma forte tendência a querer pular os momentos que sabemos que serão responsáveis pelos nossos maiores aprendizados. Muitas vezes, esquecemos que tudo acontece para o nosso bem maior, para a nossa evolução pessoal.

Basta olhar em volta para perceber como o mundo precisa de pessoas mais resilientes, mais fortes e preparadas emocionalmente para enfrentar o dia-a-dia. Tudo, absolutamente tudo, que vivemos traz algum ensinamento importante sobre nós mesmos e sobre o mundo.

Que sejamos cada vez mais abertos à tudo que a vida nos traz. Que a gente possa sair mais fortalecido daquilo que não nos mata. Que os nossos momentos difíceis sejam cada vez mais, uma oportunidade de crescimento e aprendizado. Que nossas cicatrizes nos relembrem da importância da queda para aprender a andar.


version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Thainá Cunha