vida - manual do usuário

Amores, dores e tudo mais sobre a aventura de viver.

Viviane Battistella

Psicóloga, psicoterapeuta, especialista em comportamento humano. Escritora. Apaixonada por gente. Amante da música e da literatura.

QUERO SER FELIZ

Anotações para mim mesma de como proceder.
Já experimentei a felicidade e quero mais!


ser feliz.jpg Não seja escravo de nada, nem da estética, nem do intelecto, nem do álcool, nem da Bíblia. Tudo que vira "fissura", vira vício. E não pense que é mais bonito ser viciada em história da arte do que em Vitória Secret - é vício do mesmo jeito. Experimente tudo, conheça tudo, mas não seja fanático por nada, o fanatismo atrofia o cérebro.

Coma frutas sim, mas coma também chocolate. Alimente-se bem, sem restrições absurdas. Vocês não imaginam o estrago que a restrição faz na mente humana.

Exercite-se com cuidado e com prazer. O corpo humano foi feito para o movimento.

Ouça mais e fale menos. Temos dois ouvidos e uma boca exatamente para ouvir o dobro do que falamos.

Escolha uma profissão, mas escolha também um ou dois hobbies. A vida é muito chata quando só se trabalha e faz as funções inevitáveis.

Tenha amigos, muitos, e cultive-os. Dedicar energia demais ao relacionamento afetivo e deixar de lado os amigos, por exemplo, não é uma boa escolha. As mulheres criticam seus parceiros por continuarem se dedicando aos amigos, pois pasmem, eles estão certos.

Quando for ingerir álcool, tome a mesma quantidade de água.

Ainda sobre a água, tome muita. Água é remédio, para o corpo e para a alma.

Quando estiver com o corpo tenso, tome um banho, o contato com a água pode fazer milagres por você.

Evite chegar perto do cigarro, o tabagismo é um dos piores vícios que existem.

Se tiver que dizer não a alguém, diga olhando nos olhos e sorria. Isso vai fazer com que não se sinta tão mal. Sorria também ao falar ao telefone, quem está do outro lado sempre percebe.

Quando for rejeitado, lembre-se de que você não é pura e simplesmente o que o outro pensa. Não dê a ninguém o poder de te achar um lixo (e nem de te achar o máximo). Se fizer isso, você vai inevitavelmente gastar uma grana alta em terapia, ou em coisa pior.

Ao longo da vida, você pode ter muito dinheiro ou pouco dinheiro, ou oscilar entre as duas coisas, por isso, lide bem com ele. Não seja escravo, nem do esbanjamento, nem da mesquinharia. E lembre-se sempre de usar uma parte dele ajudando quem precisa. O dinheiro pode e vai fazer muito por você, mas não vai servir para muita coisa quando realmente precisar.

Seja sincero consigo. Já dizia um grande poeta "mentir pra sí mesmo é sempre a pior mentira".

Ajude a quem precisa, muito e sempre.

Não menospreze ninguém, somos todos iguais, o que muda é só a carcaça.

Não julgue. Julgar não é da nossa alçada e faz muito mal a nós mesmos. Quem muito julga, vira escravo do julgamento alheio e acaba se tornando carrasco de si mesmo. Pessoas que julgam são muito infelizes.

Cuidado com as regras. Siga-as, mas questione e viole-as de vez em quando.

Use um pouco do seu tempo para aprender, não importa o que seja, mas aprenda. Adquirir todo e qualquer conhecimento é uma das melhores coisas a se fazer na vida.

Viaje, se puder. Nada te dá mais noção da sua insignificância do que conhecer o mundo lá fora.

Tente abolir todo e qualquer preconceito da sua vida.

Acredite no sagrado. Tenha clara e viva a existência de Deus. Primeiro para não se tornar egocêntrico - a história mostra que homens egocêntricos acabaram muito mal - e segundo porque quem não acredita no sagrado acaba se contentando com o profano. Cientistas já provaram que pessoas que acreditam em Deus são mais felizes.

Se for escolher uma denominação religiosa para seguir, lembre-se de respeitar as outras.

Dedique-se a uma arte. Existem várias e muitos de nós nascemos com aptidão para alguma. Se for seu caso, desenvolva-a. Se não tiver aptidão, apegue-se no interesse. A arte é uma das melhores terapias que existem.

Mude sempre que quiser. Mude o cabelo, a casa, as roupas e as opiniões. Quem passa pela vida sem mudar, passa sem evoluir. Faça concessões e receba as que lhe fizerem de braços abertos.

Falando em roupas, sapatos e afins. Não os acumule. Sempre que comprar algo, retire algo do seu guarda roupa e dê a quem precisa. Ao longo da vida, vá se desprendendo das coisas. Liberte-se para dar espaço ao seu espírito - ele precisa crescer. E lembre-se sempre que caixão não tem gavetas e que seu corpo físico vai apodrecer um dia, não importa quantas plásticas você tenha feito.

Ame, ame intensamente. É nítida a diferença que vemos nos olhos das pessoas que viveram um grande amor.

Faça uma loucura uma ou duas vezes na vida, daquelas que quando você se lembrar, vai sempre se questionar como teve coragem. Isso vai lhe gerar um sorriso imediato no rosto e depois de um tempo, as lembranças vão ser nosso maior passatempo. É bom ter do que se lembrar!

Respeite o planeta onde você vive e os outros seres vivos que nele habitam, sejam estes da sua espécie ou de outras.

Sorria, dê muitas risadas mesmo. Sorrir e manter o bom humor faz bem para a pele (e para a alma).

Seja grato. Agradeça sempre por tudo e a todos.

Esforce-se para ser feliz, pois acredite, a felicidade é mesmo o caminho. O caminho existe. Fique nele e tudo correrá bem.


Viviane Battistella

Psicóloga, psicoterapeuta, especialista em comportamento humano. Escritora. Apaixonada por gente. Amante da música e da literatura..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @destaque, @obvious //Viviane Battistella