viver à deriva e sentir que tudo está bem...

A vida é uma colcha de retalhos. Todos da mesma cor...

GCosta

Resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas...

O BLUES DE RL BURNSIDE

O BLUES DE RL BURNSIDE é a própria historia de um bluesman.


0 R_L-Burnside.jpg

RL Burnside (1926- 2005) americano foi um bluesman compositor e guitarrista que não recebeu muita atenção até o início da década de 1990. Na segunda metade da década de 1990, Burnside gravou e excursionou com Jon Spencer, conquistando fãs e respeito na cena do rock e suas vertentes, foi o gatilho da popularização da sua musica no blues no mundo.

2 maxresdefault.jpg

RL Burnside nasceu em 1926 na parte rural de Lafayette County, Mississippi. Seu primeiro nome é dado como RL, Robert Lee. Após seu pai abandonar a família no início, RL cresceu com sua mãe, avós, e vários irmãos.Ele começou na gaita e logo após descobre a guitarra com a idade de 16, tocando pela primeira vez em público aos 21 anos. Suas influencias musicais tem na base de Mississippi Fred McDowell, que vivia nas proximidades onde RLBurnside morava quando criança. Ele ouviu pela primeira vez McDowell tocando aos sete anos. Influenciado pelo de tio Ranie Burnette que era um popular “bluesman” de Senatobia no Mississipi.

3 100_0435.jpg

No final de 1940 ele se mudou para Chicago, na esperança de encontrar melhores oportunidades de trabalho. Ele encontrou empregos em fábricas de metal e vidro, conhecendo Muddy Waters, onde trabalharam juntos na mesma fabrica. Mas as coisas não saíram como o esperado no período de um ano, seu pai, dois irmãos e dois tios, foram todos assassinados na cidade. (os temas “Hard Time Killing Floor” e “R.L.’s Story”, no álbum Wish I was in Heaven Sitting Down testemunham essa história). Três anos depois de chegar a Chicago, Burnside voltou ao sul.

12 IMG_5932.JPG

Ele se mudou várias vezes nos anos de 1950, entre as cidades de Memphis, Tennessee, o Delta do Mississipi e da região montanhosa do norte do Mississippi. Durante seu tempo no Delta, ele conheceu “bluesman” Robert Lockwood Jr. e Aleck "Rice" Miller. Nessa época que Burnside matou um homem, possivelmente, em um jogo de dados jogo, onde foi condenado por assassinato e encarcerados em Parchman Farm. Ele viria a se relacionar com o chefe no presidio de Parchman Farm que precisava das habilidades de Burnside como motorista de trator, na época conseguiu a liberdade depois de seis meses.

 

4 RL-Burnside.jpg

Não foi muito diferente de seus primeiros anos, em Panola e Tate municípios, no norte do Mississippi, trabalhou até a década de 1980 como um meeiro no cultivo de algodão e soja, e como pescador no rio Tallahatchie, vendendo seu peixe de porta em porta, e, como motorista de caminhão. Mais tarde, ele volta para Holly Springs no Mississippi, onde começou a tocar em bares locais, tocando guitarra. Sua carreira cresceu nos últimos vinte anos de sua vida.

 

5 burnside24.jpg

Em 1959, regressa ao Mississippi para trabalhar nas plantações de algodão e constituir família, casando-se com Alice Mae com quem teve 17 filhos e ao mesmo tempo em que começava a tocar à noite e aos fins-de-semana nos bares da região.As primeiras gravações datam de uma compilação de 1967. Apesar de preferir a guitarra elétrica, à moda da época ditou que R. L. gravasse com guitarra acústica. As gravações desta época renderam reputação para tocar em festivais dentro e fora dos Estados Unidos. Ao longo dos anos 70 e 80, R. L. tocava numa banda “familiar”: Sound Machine, constituída pelos seus filhos Joseph e Daniel, bem como pelo seu neto Calvin Jackson. Apesar da fama que gozavam na zona Norte do Mississippi, R. L. e a sua Sound Machine eram pouco conhecidos fora desse círculo.

6 maxresdefault.jpg

No início dos anos 90 que se verificaram grandes transformações, graças a um documentário gravado com base no livro de Robert Plamer “Deep Blues”, em que R. L. era amplamente destacado.De 1980 a 1986, Burnside gravou para o selo holandês Old Swingmaster e o selo francês Arion, com acompanhamento de gaita: Johnny Woods, em uma sessão de New Orleans, focada em musicas por Hopkins, Waters e Hooker. Os resultados foram mais quatro lançamentos LP e uma fita de vídeo com o seu nome, todas no mercado europeu.

7 2000-11-16-RL-Burnside_jpeg.jpg

Em meados dos anos 1980 Burnside se aposentou como trabalhador rural e se voltou para a música. Burnside começou a gravar para a Oxford, Mississippi, etiqueta Fat Possum Records em 1991. O rótulo, dedicado à gravação de bluesman do Mississippi do Norte como Burnside e Kimbrough. A etiqueta Fat Possum Records foi fundada por dois estudantes que haviam vistos suas performances durante alguns anos Peter Redvers Lee, editor do Blues Life revista e Matthew Johnson, e escritor.

8 RL_Burnside.jpg

Em um concerto em New York de blues, ele atraiu a atenção de Jon Spencer, líder do Jon Spencer Blues. Ele começou a excursionar com este grupo em 1995, ganhando muito novo público. Ele ganhou aclamação da crítica e elogios de Bono e Iggy Pop; Billboard. Blues Explosion, gravou materiais remixados pelo produtor Tom Rothrock como base o techno, down time e hip-hop. O experimento começou com uma faixa no Mr. Wizard (1997), álbum baseado em uma variedade de sessões, e amadureceu com o álbum Come On In (1998).

9 orig_R_16x9.jpg

A partir de 1999 sua saúde se tornou frágil, e quando, em 2001 teve um ataque do coração, foi aconselhado pelo seu médico a abandonar a bebida e o cigarro. Ficou evidente que ele não seguiu o conselho, vindo a falecer no dia 01 de setembro de 2005, aos 78 anos em um Hospital de Memphis, no Tennessee. Membros de sua família continuam a tocar blues de Holly Springs. Seu filho Duwayne Burnside tem desempenhado guitarra com o North Mississippi Allstars (Polaris; Hill Country Revue com RL Burnside). Ele tem tocado em locais que realizam homenagem a Burnside e Alice Mae em Chulahoma, Memphis,

11 r__l__burnside.jpg

Seu neto Cedric Burnside lançou seis álbuns com quatro parceiros musicais e excursionou com Kenny Brown e outros. Seu filho Garry Burnside toca baixo com o Junior Kimbrough no North Mississippi Allstars, e Hill Country Revue; em 2006 ele lançou um álbum com Cedric. Kenny Brown já lançou quatro álbuns e excursionou com a família e sua própria banda. Duwayne Burnside and RL Burnside Jr - Jumper on the line.

R.L. Burnside & Johnny Woods - Telephone Blues

Mississippi Blues by RLBurnside

Cedric Burnside live . Criminal Records

You See Me Laughin':(Mississippi Blues Documentario - 2002). É uma jornada de músicos e suas raízes assim como as  suas  vidas . Músicas dos últimos  bluesman que  mantiveram  vivo o blues como trabalhadores rurais  nas varandas das suas casas e nas suas pequenas propriedades do sertão do Mississippi.

11 maxresdefault blues.jpg


GCosta

Resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas... .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/musica// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //GCosta