viver à deriva e sentir que tudo está bem...

A vida é uma colcha de retalhos. Todos da mesma cor...

GCosta

Resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas...

A Life in 12 Bars documentário sobre Eric Clapton

O documentário "A Life in 12 Bars" aborda temas pessoais da vida do Eric Clapton e seu desenvolvimento profissional ao longo dos anos, com foco na sua vida pessoal.


eric-clapton-life-in-12-bars-poster.jpg

O documentário ‘Eric Clapton: Life In 12 Bars’, mostra as suas vivências intensas e conturbadas pelo olhar da diretora e realizadora Lili Fini Zanuck, produtora do filme "Conduzindo Miss Daisy" (1989), ganhadora do Oscar de melhor filme em 1989 .Participou o produtor John Battsek ganhador do Oscar de melhor documentário de longa-metragem do excelente "Searching for Sugar Man", contando na edição de Chris King do mesmo filme . Lili Fini Zanuck e John Battsek tiveram acesso ao acervo de vídeos caseiros, de Eric Clapton que foram intercalados com músicas e entrevistas.

“Eric Clapton: A Life in 12 Bars” conta com toda a discografia de Eric Clapton vencedor de dezoito Grammy Awards que em três ocasiões alcançou o "Rock and Roll Hall of Fame" , documentário vai além do período em que Eric Clapton entrou na espiral do alcoolismo e da toxicodependência.Toda a evolução cronológica do músico é registada e apresentada neste documentário, como membro de diferentes grupos musicais até à celebrização do "Cream", banda ícone da década de 70 e avança para a sua carreira solo. Eric Clapton disponibilizou seu arquivo pessoal para a realização do documentário, com os documentos a incluírem fotografias, vídeos, cartas escritas à mão, desenhos e até passagens de diários. Tudo na tentativa de consumar o legado de um artista com um percurso que, em grandeza, é proporcional ao seu papel na afirmação e exaltação da música.

O documentário conta com dezenas de entrevistas de amigos, familiares e colaboradores de Clapton, incluindo a avó do músico, ex-esposa Pattie Boyd, membros do Yardbirds, Bluesbreakers, Cream, Blind Faith e Derek & the Dominos. George Harrison, BB King e Jimi Hendrix também figuram no filme em cenas de shows antigos.

Lili Fini Zanuck , conhece Clapton há 25 anos, no documentário segue a trajetória de Eric Clapton de 72 anos, que abrange a sua infância ao estrelato internacional, através de sua luta contra as drogas , álcool e heroína. A morte de seu filho Conor, em Nova York, foi o gatilho para sua sobriedade. Em sua autobiografia de 2007, Clapton descreveu o vício de 20 anos em drogas , álcool e heroína na década de 1970. O músico, que é produtor do filme, falou sobre as dificuldades de ter sua vida documentada em filme e que não se afasta de examinar suas falhas.

Eric Clapton em 1998 concretiza a fundação Crossroads Center centro de reabilitação de abuso de substâncias para dependência de drogas e álcool localizado na ilha das Caraíbas de Antígua, que tem amparado a financiá-lo com a organização do Festival de Guitarra Crossroads anual desde 1999.

eric-clapton-breeze-ftr1.jpg

A ilha de Antígua representou por quase vinte anos como o refúgio de Eric Clapton de sua luta contra as drogas , álcool e heroína. Eric Clapton pensou na ilha como um lugar seguro e sereno onde ele poderia começar o processo de cura de eventos e situações de vida muito devastadores. Ele escreve em sua autobiografia de 2007: "Realmente foi um dos únicos lugares na Terra que encontrei onde posso descartar completamente as pressões da minha vida e mesclar a paisagem.

2017-09-11t164740z-937185032-rc133fe58170-rtrmadp-3-filmfestival-tiff-lifein12bars.jpg

“EU NÃO GOSTO DE TER FOTOS MINHAS TIRADAS, EU NÃO GOSTO DE CONVERSAR COM JORNALISTAS. EU AMO TOCAR MÚSICA”, DISSE CLAPTON.


GCosta

Resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas... .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// @obvious, @obvioushp //GCosta