viver à deriva e sentir que tudo está bem...

A vida é uma colcha de retalhos. Todos da mesma cor...

GCosta

Resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas...

FRAGMENTOS DA HISTORIA SOBRE A PRESERVAÇÃO DE UMA CIDADE

Carlos Nelson alertava o jeito que vinha sendo praticada, a preservação tornava-se um estatuto que consegue desagradar a todos: o governo fica responsável por bens que não pode ou não quer conservar; os proprietários se irritam contra as proibições, nos seus termos injustos. De uso pleno de um direito; o público porque, com enorme bom-senso, não consegue entender a manutenção de alguns pardieiros, enquanto assiste à demolição inexorável e pouco inteligente de conjuntos inteiros de ambientes significativos.


71.jpg

ANSEIOS,DISSONÂNCIAS,ENFRENTAMENTOS: O LUGAR E A TRAJETÓRIA DA PRESERVAÇÃO EM LENCÓIS (BAHIA).

O trabalho analisa os conflitos de valores e significados no reconhecimento e práticas de preservação do patrimônio cultural de Lençóis, Bahia. Primeiro núcleo urbano tombado a partir da solicitação da própria população pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a pesquisa examina os desencontros dos anseios da comunidade local desde o início do processo em 1971 e nas sucessivas ações governamentais (Programa de Cidades Históricas, criação do Parque Nacional da Chapada Diamantina pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvi- mento Florestal, Programa de Desenvolvimento Turístico da Bahia e do Nordeste e Programa Monumenta) frente às decisões adotadas pelas autoridades. Por meio de pesquisa documental e entrevistas, evidencia-se nessa trajetória dissonâncias no entendimento do sentidos da preservação entre lençoenses e técnicos, quanto divergências internas aos organismos de patrimônio e aos programas de preservação. A contemplação de alguns bens e valores em detrimento de outros, aliado a fatores conjunturais, resultaram em ressignificações do patrimônio de Lençóis. Fatores que, somados à falta de espaço participativo nas decisões sobre o quê e como preservar, vêm causando enfrentamentos que revelam formas de resistências culturais. Conclui-se que a compreensão de todas as nuances da cultura e das necessidades locais é fundamental para a efetiva gestão e caracterização do lugar do patrimônio - que deve se pretender mais inclusiva e participativa - na vida de uma cidade.

Scanner_20180125 (3) - Copia.jpg

Autor Mangili, Liziane Peres (Catálogo USP)

Tese de Doutorado lizianemangilierrata

61.jpg


GCosta

Resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas... .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/arquitetura// //GCosta