viver à deriva e sentir que tudo está bem...

A vida é uma colcha de retalhos. Todos da mesma cor...

Geraldo Costa

"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário" (George Orwell)

A TRISTE HISTORIA DO TAMANDUÁ...

O fotógrafo Araquém Alcântara dá depoimento comovente sobre a destruição da Amazônia e conta a história da foto do tamanduá mirim cego fugindo da floresta queimada.


luto.jpg

tamandua-1.jpg

O tamanduá-mirim (nome científico:Tamandua tetradactyla), também chamado tamanduá-colete, jaleco, melete ou mixila, é um mamífero xenartro da família Myrmecophagidae, sendo encontrado da Venezuela ao sul do Brasil. É uma das quatro espécies de tamanduás e junto com as preguiças está incluído na ordem Pilosa. São reconhecidas quatro subespécies. É um animal arborícola e pode ter até 105 cm de comprimento. É reconhecido principalmente por um padrão de pelagem que faz com que pareça que ele usa um colete preto, apesar de que essa coloração pode variar, com indivíduos totalmente pretos ou marrons. Possui longas garras nas patas anteriores, e caminha apoiando o peso sobre os pulsos dos membros anteriores, contrastando com o tamanduá-bandeira, que é nodopedálico.

T_tetradactyla_1.jpg

Pode ser encontrado em muitos ambientes, desde florestas até savanas, mas é predominantemente florestal, sendo encontrado com frequência em bordas de florestas, preferindo forragear nesses ambientes. São animais solitários, de hábitos que podem ser tanto diurnos quanto noturnos. Se alimenta preferencialmente de formigas e cupins, preferindo as castas reprodutivas de formigas, e não soldados. Seus predadores incluem felinos de grande e médio porte, como a onça-pintada, a suçuarana e a jaguatirica. Os filhotes são carregados nas costas da mãe, até que se tornem independentes, mas ocasionamento podem ser deixados em "ninhos".

Tristeza é uma emoção e um sentimento muito típico dos seres humanos, caracterizado pela falta da alegria, ânimo, disposição e outras emoções de insatisfação,mas por outro lado não podemos nos abater a como a historia triste do Tamanduá....Resistir a toda a essa loucura existente, para reconquistarmos a nossa humanidade e carinho ao próximo...

O que foi um dramático e emocionante resgate numa área de incêndio no fim da tarde da última terça feira, 13, converteu-se em uma história sem final feliz. Uma fêmea de tamanduá-mirim, animal protegido da fauna brasileira, não resistiu ao efeito das queimadas e dos parasitas. O animal, apesar de resgatado pelo Corpo de Bombeiros e atendido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, morreu.

tamandua-1.jpgrip.jpg


Geraldo Costa

"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário" (George Orwell) .
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/sociedade// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Geraldo Costa