viver à deriva e sentir que tudo está bem...

A vida é uma colcha de retalhos. Todos da mesma cor...

Geraldo Costa

"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário" (George Orwell)

ASTRO VENGA NASCIDAS DAS RUAS

Precursor da música de rua no Rio de Janeiro contemporâneo, o Astro Venga agora mostra a intensidade criativa e sonora em ‘Transeunte’, o primeiro registro de estúdio.


astrovenga.jpg

Gravado no estúdio Radamés Gnattali, da faculdade Unirio (RJ), Transeunte é o prolongamento natural do já reconhecidíssimo trabalho de Christian Dias (guitarra), Antonio Paoli (baixo) e Gabriel Barbosa (bateria) nos calçadões das praias cariocas e em demais centros urbanos, onde se apresentam ao ar livre, incorporados aos ruídos do trânsito, dos burburinhos e das vibrações da natureza. No álbum, a essência está intacta, e lá foi a oportunidade do Astro Venga lapidar o feeling das ruas.

astrovenga.jpg

A banda foi fundada em 2013 e se autodefine como “uma banda móvel-sustentável, um projeto vivo de instalação em meio ao caos urbano”. No seu repertório o grupo que é formado por Zozio (na bateria), Dani Escobar (na guitarra) e Antonio Paoli (baixo) trabalha com reinterpretações e algum trabalho de cunho mais autoral, tendo como principais referências o rock e o funk garagem. A banda toca em várias casas de espetáculo e espaços públicos da cidade do Rio, mas apresenta-se regularmente na Praça XV (perto das barcas), em happy hours animados.

Lançado pela Abraxas Records, com nove músicas instrumentais que sintetizam o caldeirão musical – sempre em efervescência – deste power trio.

A música instrumental do Astro Venga tem swing, melodias, peso, batidas dançantes e até introspectivas, norteadas em termos sonoros pela positividade das levadas rock n’ roll, sendo o seu disco de estreia um prolongamento natural do já reconhecido trabalho dos músicos nos calçadões das praias cariocas e em demais centros urbanos, onde se apresentam ao ar livre, incorporados aos ruídos do trânsito, dos burburinhos e das vibrações da natureza.

No álbum, a essência está intacta, e lá foi a oportunidade do Astro Venga lapidar o feeling das ruas. Não à toa, punk progressivo, funk garagem ou rock extremo são rótulos criados pela própria banda para tentar explicar a plasticidade de ‘Transeunte’.

Em breve dialogo com Astro Venga pelo Facebook...

Ta otimo! Só a formação que esta desatualizada; agora somos Antonio Paoli no baixo, Christian dias na guitarra e Jonas cáffaro na bateria

Ok!...vamos realizar uma observação...Fica meus parabéns,...valeu!!!!


Geraldo Costa

"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário" (George Orwell) .
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/musica// @obvious, @obvioushp //Geraldo Costa