viver à deriva e sentir que tudo está bem...

A vida é uma colcha de retalhos. Todos da mesma cor...

Geraldo Costa

"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário" (George Orwell)

Nenhum político é isento de responsabilidades

Imaturidade da política é a mesma do país, o pessoal acima da responsabilidade com mais de 200 milhões de habitantes e uma riqueza natural incrível sendo levada por quem quer há mais de 500 anos, hora de crescer, sem paixões doentias.


LULA E POLICIA.jpg

Acho que nenhum político é isento de responsabilidades por atos contra os interesses do país e da população na história recente do Brasil! Agora tratar um ex presidente desta forma em mais um episódio de muita dor emocional, é o simbolo de tudo o que este país tem de ruim, porque beneficia uma panelinha de direita interesseira e parte de uma população cega, direita... tão ou mais suja quanto a esquerda, assim como a classe jurídica que faz tudo por dinheiro e poder. Onde se perde a humanidade , se perde tudo... Também esta imagem só é possível porque nosso país é zero em educação. Zero em ética, Zero em objetividade , Zero em lucidez, Zero em justiça. Zero em interpretação dos fatos. Um país que ri e chuta cachorro morto... vergonha do nível da evolução espiritual coletiva neste lugar.

Ou evoluímos juntos e vibramos em prol do bem de todos ou vamos continuar rastejando sob os pés de quem realmente manda na porcaria do Brasil. Tenho nojo do que leio e prefiro ficar longe de gente que vibra com a morte de quem seja. Cheia destes heróis criados por mídia e lavagens cerebrais, cheia desta ideia podre de líderes imaculados, cheia dos manifestos de fanáticos de direita e esquerda, que não enxergam um palmo diante do nariz , Cheia desta ignorância que privilegia lados e não a harmonia.

Fim.Por falar em cidadania como falou meu amigo , Cidadania é fundamental para uma posição política! Cidadania;;;; nunca ninguém se preocupou em construir isso no Brasil, e eu que tenho duas.... aprendi na marra o que isso significa, o Brasil desde a República não é de ninguém, os índios são ainda massacrados desconsiderados no todo, os negros vieram para cá roubados de tudo o que dignifica o ser humano e inclusive direito básico de pertencer a uma etnia, e os europeus vieram por interesse de povoar as terras, levar riquezas e se dar bem. Me diz qual governo trabalhou por uma unidade nacional?.... não somos cidadãos , e isso é claro quando nos obrigam a votar em alguém menos pior.... não somos cidadãos quando nossas dores, nossos manifestos, nossas lutas, nossos direitos são ignorados ridicularizados, classificados e divididos por classes sociais pobres, ricos e classe média, nossos impostos não nos retornam.Não SOMOS, ESTAMOS brasileiros, cada um por si, e o tal de Deus que inventaram brasileiro, para justificar uma massa de pessoas que precisam estar de joelhos e vomitando palavras da bíblia para terem a mínima sensação de estar vivos .Bengalas, partidárias e divinas.

Brasileiros que tiveram que inventar o sincretismo para não matar a própria cultura e que agora se vem dominados por pastores políticos, e padres e o escambau. Nunca, em governo nenhum fomos cidadãos depois da República. Antes da República eramos portugueses? ou selvagens? ou escravos e eu me pergunto todos os dias se isso já mudou. Cidadania é pertencer, Cidadania é ser parte de um lugar, Cidadania é ter voz, e não temos e poucas foram as vezes que o povo num todo neste país revolucionou algo em prol do benefício de todos, sempre em causas próprias e de grupos, sempre divididos como Maragatos e Chimangos, sempre divididos ente esquerdas e direitas, ARENA e MDB, petralhas e bate panelas, ou obrigados a serem o que uma ditadura queria que fossemos.

Ordem e Progresso, ordem que nunca teve e progresso mínimo sempre derrubado por algum interesse e falta de visão e unidade política! Leio , penso, vivo experimentando, existo e graças ao meu sangue misturado e a influencia mais forte no meu caráter de um sangue que sempre gritou por liberdade de ser e pensar que fico fora, com todas as perdas que carrego, mas não volto para um lugar que não tem uma essência comunitária e de cidadania, pelo menos enquanto tiver forças, porque querendo ou não, infelizmente os meus antepassados imigraram e ficaram por aí, e família ainda é família mesmo que eu não seja apegada a nada.Observo e leio as notícias da terra sempre as mesmas desde que saí, e em todas as vezes que saí, os mesmos erros e os mesmos discursos se repetem, isso é demais para um carneiro avesso a falta de mudanças. vamos em frente eu perdi a fé nos outros, mas renovo a fé em mim mesma, e na minha capacidade de acrescentar algo de bom nos caminhos por onde piso ensinando alguma coisa que aprendi, é por isso que vivo, para aprender todo dia para que sempre possa ser eu mesma e não um boneco nas mãos de quem trabalha por lados e não pelo TODO. Onda, somos todos UM


Geraldo Costa

"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário" (George Orwell) .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Geraldo Costa