Vivi Becker

30 anos, leonina com ascendente em câncer, aspirante a escritora das coisas, bruxa nas horas vagas, amante de café, gatos, vinho, livros, filmes, séries, moda, tarôs e misticismos.

A Importância de Viver o Agora

"Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver." Dalai Lama


tempo.jpg

Vivemos numa sociedade onde o tempo passa muito rápido, passamos horas do dia no trânsito, horas no trabalho, horas nos organizando para o que vamos fazer, horas em academias, treinos, escolas, faculdades, cursos, supermercados, bancos, filas sem fim. Essa mesma sociedade é a que nos cobra a sermos bem sucedidos em todos os campos de nossa vida, a sermos sempre ocupados, sempre sociáveis, sempre bonitos e bem arrumados. A mesma sociedade que taxa, quem decide desacelerar, de louco ou preguiçoso. Uma sociedade que está criando cidadãos cheios de transtornos psicológicos, como a ansiedade.

Se pararmos para pensar, nunca estamos com a cabeça no agora, no momento em que estamos vivendo, estamos sempre com a mente na próxima reunião, ou no que vamos fazer no final de semana, ou na viagem de final de ano, mas nunca nos damos o prazer de pensarmos no segundo em que estamos e classificarmos se estamos bem com aquilo que está acontecendo naquele momento. E se não estamos preocupados, ou planejando algo que ainda vai acontecer, estamos nos arrependendo de algo que achamos que fizemos errado, sem realmente refletirmos sobre aquilo que passou. Chega a ser uma tortura viver assim, sempre no passado, ou no futuro, nunca no presente. E no mundo conectado em que vivemos, muitas vezes, um simples exercício como se concentrar em ver um filme, se torna não mais uma forma de prestar atenção só naquilo, com as notificações no celular piscando a todo o momento, não paramos nunca. Estamos sempre ligados em algo, mas nunca no algo que estamos fazendo.

Vivemos para sobreviver na selva, lutamos por nossos salários todos os meses, lutamos para terminarmos o mês com as contas pagas e com a mesa farta, a vida está mesmo difícil para todos, mas fico pensando, e se as coisas não melhorarem? Vamos passar o resto de nossas vidas sobrevivendo e nos moldando a uma fôrma que querem que caibamos? Não vamos mesmo aproveitar nenhum momento? Vamos só sobreviver? Vamos só viver com a cabeça na planilha de contas e nos sonhos que nunca conseguimos alcançar? Só de pensar em tudo isso, o ar vai me faltando, é desses transtornos que eu estava falando antes.

A resposta para tudo isso é simples, a escolha de como viver é nossa, e só nossa. Eu cheguei à conclusão, de que eu devia viver o momento presente, e vejam só, minha mente está bem melhor agora, mais firme, presente de verdade, mais realista, vivendo prazeres que antes não existiam para mim. É um exercício diário, e você deve estar pensando, que não precisa disso, ou que não precisa de reflexão ou auto-ajuda, mas pense bem, você vive cada momento da sua vida, ou está sempre com a cabeça em outro lugar?

Estar consciente nas coisas que você faz diariamente é privilégio, tomar verdadeiramente um café, sentindo o aroma, o sabor, vendo a cor dele, sentir aquela paz no seu coração de estar tendo um momento de verdadeira felicidade, é algo que poucas pessoas têm, e isso sim, meu amigo, é estar feliz. Essa consciência é conquistada com muito esforço e um passo de cada vez. Tente se lembrar da última vez que você se concentrou em ler um livro, sem conversar com alguém, sem olhar o celular, simplesmente se envolver numa história. Comece com exercícios simples, como esse. E sua vida vai tomar uma nova cor, um novo tipo de amplitude.

Você vai tomar decisões com muito mais clareza e objetividade, seu ar não vai mais faltar em seus pulmões quando pensar sobre o futuro, pois você está tendo mais momentos de prazer e felicidade do que antes, e sua vida vai ficar mais simples, já que tudo que você precisa está ali e agora. Cada dia vai ser único em sua vida, e cada dia vai ser uma vitória a mais no seu caderninho de vitórias e o sucesso vai vir, vai vir por que você decidiu viver, e quem vive alcança o sucesso mais rápido. A auto estima vai se estabelecer em sua mente como um velho amigo se estabelece em seu sofá, e os objetivos vão ficar bem mais claros e confiantes no seu horizonte.

Deixe as preocupações de lado, e tu vai ver que elas não têm mesmo tanta importância, diante das maravilhas que tu vem perdendo. Estar presente é dádiva, é benção. Não perca mais um minuto da tua vida, viva de verdade.


Vivi Becker

30 anos, leonina com ascendente em câncer, aspirante a escritora das coisas, bruxa nas horas vagas, amante de café, gatos, vinho, livros, filmes, séries, moda, tarôs e misticismos..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Vivi Becker