Vivi Becker

Acredita que o melhor está nas pequenas coisas e que viver sem paixão não é viver, é sobreviver.

A incrível força de sonhar

Sonhamos a vida toda com momentos em que encontramos a satisfação plena em nossas vidas. Mas chega uma hora que todos nossos sonhos ficam de lado, guardadinhos numa parcela de nosso coração que nem sempre é atingível. Aqui, um ensaio sobre onde estão esses sonhos e como faze-los voltarem a tona.


Crescemos ouvindo que devemos seguir nossos sonhos, que o mundo foi criado para o conquistarmos, que nada pode nos deter desde que acreditemos naquilo que queremos alcançar, pode ser filosofia barata de pais jovens ou otimismo de uma época em que nosso país parecia que ia para a frente.

Mas esquecem de nos contar que aqueles que nos motivam tanto a correr atrás de nossos sonhos, podem um dia nos deixar, comumente sem contar que o mundo não é aquele conto de fadas que a gente cresceu imaginando e que a vida, essa, gosta de dar uns tapas bem fortes na nossa cara.

A vida tem a terrível mania de nos tornar cínicos perante nossos sonhos e quando menos esperamos, estamos sentados num escritório, recebendo um salário até bom, bonificações, férias programadas, casa própria, cartão de crédito pago em dia todos os meses. Tudo que alguém sonhou, mas não nós. Não aqueles que cresceram ouvindo que podiam ser o que queriam. Aqueles que crescem sonhando, nunca estão satisfeitos com o comum, com o que a vida rotineira pode lhe dar. Sempre querem mais, querem algo de poético no dia a dia. Querem acordar na hora que lhe der na telha, para fazer algo criativo, querem sair e respirar, mas respirar de verdade, profundamente, querem jogar conversa fora, querem olhar o mundo.

A armadilha está à espreita, esperando um pequeno desvio de pensamento. Por que só olhar o mundo com olhos de simplicidade não ajuda a sentir aquela satisfação de ter os sonhos construídos.

Para esse tipo de pessoa, apenas sentir prazer nas pequenas coisas é como um castelo de cartas, no primeiro vento, desabam.

Cada sonhador conhece alguém que persistiu e olha com desdém quando ele reclama a vida que tem. Mas eu não, eu te entendo, eu sou igual a ti.

Busco em cada dia uma centelha da chama que vai me fazer acordar e descobrir que o cinismo foi embora, que os sonhos sempre estiveram ali esperando eu lembrar quem eu era.

E nesse dia meu amigo, temam aqueles que estiverem por perto, por que nunca terão visto luz tão forte no horizonte.

sonhos.jpg


Vivi Becker

Acredita que o melhor está nas pequenas coisas e que viver sem paixão não é viver, é sobreviver. .
Saiba como escrever na obvious.
version 10/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Vivi Becker